PCP presta contas aos Trabalhadores dos Call Centers

capa cc2019Tendo-se realizado o último plenário da Assembleia da República, é tempo do PCP prestar contas ao povo e aos trabalhadores do trabalho realizado pelo Grupo Parlamentar do PCP. E é exactamente isso que se faz neste comunicado dirigido aos trabalhadores dos Centros de Contacto, onde se destacam as iniciativas directamente dirigidas a denunciar e combater problemas específicos do sector, a par de outras, de carácter mais geral mas com particular incidência nos centros de contacto.

Ler Comunicado em PDF

Trabalhadores dos Call Centers em luta contra a exploração: EDP HC Espanha

ccedp luta jun19O PCP marcou presença e expressou a sua solidariedade com a luta dos trabalhadores da Randstad que prestam serviço à EDP e à EDP HC Espanha,  através da deputada à Assembleia da República Ana Mesquita. Desde 2017 que os trabalhadores da EDP HC vivem num clima brutal de instabilidade e repressão, não sabendo o que vai acontecer aos seus postos de trabalho. A estes trabalhadores juntaram-se muitos outros colegas em solidariedade e que continuam a ver  sua vida marcada pelo vínculo precário que têm com a empresa. O PCP tem vindo a denunciar que o recurso à prestação de serviços para a garantia de necessidades permanentes, representa um recurso à precariedade com o objectivo de impor aos trabalhadores subcontratados menos direitos e salários muito abaixo do que os trabalhadores que integram o quadro da EDP e que não há absolutamente nada que o justifique, apenas a ganância e sede de lucros destas empresas e de quem as gere.

Ler Requerimento apresentado na AR, em PDF

O PCP marcou presença e expressou a sua solidariedade com a luta dos
trabalhadores da Randstad que prestam serviço à EDP e à EDP HC
Espanha,  através da deputada à Assembleia da República Ana Mesquita.
Desde 2017 que os trabalhadores da EDP HC vivem num clima brutal de
instabilidade e repressão, não sabendo o que vai acontecer aos seus
postos de trabalho. A estes trabalhadores juntaram-se muitos outros
colegas em solidariedade e que continuam a ver  sua vida marcada pelo
vínculo precário que têm com a empresa. O PCP tem vindo a denunciar
que o recurso à prestação de serviços para a garantia de necessidades
permanentes, representa um recurso à precariedade com o objectivo de
impor aos trabalhadores subcontratados menos direitos e salários muito
abaixo do que os trabalhadores que integram o quadro da EDP e que não
há absolutamente nada que o justifique, apenas a ganancia e sede de
lucros destas empresas e de quem as gere.

PCP confronta Governo com a questão das lamas das ETAR

lamasetarEm questão colocada na Assembleia da República, o PCP confronta o Governo com a necessidade de garantir respostas públicas à questão das lamas das ETAR, aproveitando o seu potencial económico, reduzindo os custos com a sua reciclagem e libertando o Estado da dependência de grupos capitalistas que se estão a cartelizar para abusar dessa dependência.

Ler Requerimento em PDF

Avançar pela nacionalização dos CTT!

cdu pe2019 cttEm comunicado aos trabalhadores, a CDU recorda o papel das directivas postais da União Europeia na liberalização, privatização e destruição dos CTT e do serviço público postal. E o papel de PS/PSD/CDS a aprovarem lá e executarem cá essas directivas. Um comunicado onde se recorda que para defender o serviço postal é preciso nacionalizar os CTT, é preciso dar mais força à CDU!

Ler Comunicado em PDF

CDU: Defender a soberania nacional e os trabalhadores do Gás e Combustíveis

cdu pe2019 gascombustivelA CDU está a divulgar um apelo aos trabalhadores do Gás e Combustíveis. Um apelo ao voto na CDU que parte de uma avaliação do sector e do papel que a UE desempenhou na sua liberalização, pulverização e apropriação pelas multinacionais e pelo grande capital.

Ler Comunicado em PDF

Apelo ao voto dos trabalhadores dos Centros de Contacto

callcenterscapa19Aos trabalhadores dos Centros de Contacto, a CDU está a distribuir um comunicado de apelo ao voto na CDU. Um comunicado onde se recordam as propostas da CDU para combater a exploração existente no sector e onde se dá nota de um conjunto de trabalhadores do sector que apelam ao voto na CDU.

Ler Comunicado em PDF

Electricidade: Não esquecer as verdadeiras consequência da liberalização e de quem apoiou e executou essas directivas

cdu pe2019 electricidadeA CDU está a distribuir um comunicado de apelo ao voto a todos os trabalhadores do sector da produção, transporte, distribuição e comercialização de Electricidade. Um comunicado onde se recorda o papel da União Europeia na liberalização do sector, na sua pulverização, na degradação das relações laborais, no crescimento de lucros para as mutinacionais. Um comunicado onde se recorda que PS/PSD/CDS votaram lá e executaram cá estas políticas, a que a CDU sempre se opôs.

Ler Comunicado em PDF

Governo tem que prestar contas sobre os Fundos de Pensão da Marconi

req marconniO Grupo Parlamentar do PCP questionou o Governo sobre a Caixa de Previdência do Pessoal da Companhia Portuguesa Radio Marconi, onde tarda a saída de legislação devida e sobre os Fundos de Pensões. Uma situação que afecta mais de 1000 beneficiários e que o Governo tem o dever de resolver de forma acelerada.

Ler Requerimento em PDF

Nacionalização dos CTT: Governo com menos uma desculpa, directivas comunitárias não impedem nacionalização

cttpe 19Face aos argumentos invocados pelo Governo para se recusar à renacionalização dos CTT, a CDU colocou a questão em Bruxelas, conseguindo a clarificação de que essa renacionalização não contraria qualquer directiva comunitária. É que uma coisa é a vontade liberalizadora da União Europeia, outra é o conteúdo concreto da legislação aprovada, que muitas vezes reflecte processos de resistência a essa mesma liberalização, deixando aos Estados membros possibilidades de actuação que alguns enjeitam por opções ideológicas que preferem não assumir.

Ler Pergunta e Resposta em PDF

É preciso resistir à tentativa da Altice de precarizar as relações laborais na PT

capa ptdpoiEm comunicado aos trabalhadores, faz-se o desmascaramento da última tentativa da Altice de precarizar as relações laborais na PT, desta vez através da tentativa de transmitir uns milhares de trabalhadores para uma sua participada usando a figura da «transmissão ocasional», mas assumindo logo à cabeça que a transmissão é definitiva e sem volta atrás. Informa-se ainda do requerimento colocado na Assembleia da República sobre esta questão, onde se exige do Governo uma intervenção para travar estes desmandos e a degradação da situação laboral em todo o sector.

Ler Comunicado em PDF