Sector do Táxi comemora Centenário do PCP e de Vasco Gonçalves

foto sector do táxiNo passado sábado realizou-se uma iniciativa de debate/convívio dinamizado pelo sector do táxi, de comemoração e discussão sobre o Centenário do PCP e de Vasco Gonçalves, com a intervenção de Manuel Gouveia, membro da Comissão para as questões económicas do PCP. Também foram debatidos os problemas dos profissionais do táxi, sector de actividade que foi especialmente atingido pelo contexto pandémico. A exigência de mais apoios para este sector continua a ser fundamental.

Sector do táxi com João Ferreira

Presidenciais taxi Joao Ferreira 2021Apoiantes da candidatura do João Ferreira do sector do táxi têm em divulgação um documento de campanha que explica as razões que os profissionais do sector têm para votar nesta candidatura no próximo domingo. Porque esteve e está ao lado da luta do sector contra a concorrência desleal. Porque está ao lado dos micro empresários e trabalhadores que lutam por uma regulamentação justa do sector. Porque está contra o impacto da desregulação que favorece as multinacionais. São muitos os homens e mulheres deste sector que já demonstraram o seu apoio à candidatura, não esquecendo quem sempre esteve ao lado dos seus interesses e aspirações.

Ler aqui documento completo

PCP em acção de contacto com o sector do táxi

taxi1taxi2

O PCP distribuiu e divulgou um comunicado de solidariedade aos profissionais do táxi perante a difícil situação que estão a viver, exigindo e apresentando propostas para o reforço de apoios.

Urge defender o sector do táxi!

Táxi lisboa 1O surto epidémico COVID 19 expõe com maior clareza e agrava ainda mais as fragilidades do Sector do Táxi decorrentes da acentuada quebra no transporte público de passageiros e de sucessivos governos não darem resposta efectiva no sentido do desenvolvimento e modernização deste sector, que abrange milhares de profissionais e suas famílias.Importa lembrar que muitos trabalhadores do Sector do Táxi, cujo salário provinha da prestação de serviços que deixaram de ter, ficaram em muitas situações sem rendimentos devido à frágil protecção social que a sua situação laboral significa, havendo trabalhadores em desespero total, ficando em casa porque não há recursos. 

É enorme a forma como afecta ainda os pequenos industriais do táxi, as pequenas empresas ou as cooperativas do sector. Neste sentido, uma vez mais defendendo o sector do táxi, o PCP apresentou várias propostas no sentido de mitigar esta grave situação, que divulga num comunicado dirigido a estes profissionais.

Ler aqui comunicado

PCP exige medidas para o sector do Táxi

foto taxi

Com a falta de trabalho neste contexto, os profissionais de táxi vivem na incerteza. Há relatos de quem tenha parado o seu táxi e aguarda em casa por melhores notícias ou de quem admite mudar de vida com tanta dúvida no dia de amanhã e receio que o tempo desta emergência se dilate até um ponto sem retorno.
É toda uma estrutura nacional de produção de transporte público, a maioria micro empresas familiares, que está em risco. O PCP questionou o Governo sobre a aplicabilidade da PORTARIA 71-A/2020 15 Março, às condições específicas das empresas do sector do Táxi na perspectiva da sua sustentabilidade e da manutenção dos postos de trabalho, salários e direitos, assim como sobre a possibilidade de activar um mecanismo de apoio específico para as condições particulares do sector do Táxi.

Ler aqui a pergunta

PCP toma a iniciativa em defesa do sector do táxi

taxi 01 2020O PCP iniciou hoje a distribuição de um comunicado ao sector do táxi onde dá nota do conjunto de iniciativas desenvolvidas para tomar a iniciativa em defesa do Sector do Táxi, nomeadamente denunciando a continuação dos favores às multinacionais do TVDE, exigindo que o Governo cumpra os compromissos assumidos sobre a contingentamentação e propondo umnovo projecto-lei de modernização do sector do táxi.

Ler Comunicado em PDF

PCP: Mais 4 anos ao lado dos profissionais do sector do táxi

presta contas taxiNo presta contas ao sector do táxi, o PCP destaca que este foi um mandato marcado pelo ataque ao sector do táxi, pela tentativa de o liberalizar, pela vergonhosa cumpicidade do estado com a ilegalidade e com a concorrência desleal. Em todos os momentos, fazendo propostas, denunciando os ataques, estando solidário com a luta do sector, o PCP cumpriu os seus compromissos.

Ler Comunicado em PDF

Profissionais do Táxi apelam ao voto na CDU

cdu pe2019 taxiUm comunicado aos profissionais do sector do táxi onde se recordam as lutas travadas contra o processo de liberalização do sector, onde apenas a CDU esteve ao lado do táxi. E onde um vasto conjunto de profissionais apela ao voto na CDU porque «É preciso estar ao lado de quem está ao nosso lado!».

Ler Comunicado em PDF

Profissionais do Táxi dão força a quem esteve e está ao lado do sector

Com a presença de cerca de 100 profissionais do sector realizou-se no dia 12 de Abril, na Valenciana em Lisboa, um jantar de apoio à CDU de profissionais do sector do táxi. 

PCP intervem para defender sector do táxi

pap modtaxi 3O PCP chamou à apreciação parlamentar o Decreto-Lei 3/2019. Fê-lo porque o Governo anunciou uma coisa, que ia concretizar o acordado com as associaçõees do sector, e avançou com outra coisa, concretamente, não resolvendo o que poderia e criando problemas novos ao sector do táxi.

Ler Iniciativa Legislativa em PDF

Táxi: Sobre o escandâlo das multas nunca cobradas às multinacionais

taxi imtO PCP chamou o IMT à Assembleia da República para explicar as razões que estão por detrás do facto de as multas às multinacionais estarem a ser não cobradas, e haver mesmo notícias de que se estaria a preparar um perdão. Depois de 4 anos de cumplicidade com as práticas ilegais das multinacionais, o Governo parece encarar a lei 45/2018 que PS, PSD e CDS impuseram como um passe para uma actuaçãoimpune e desregulada, pois as viaturas que continuam a operar impunemente tão pouco cumprem essa lei e tão pouco lhes é imposto esse cumprimento.

Ler Requerimento a chamar o IMT

Em defesa do sector do táxi: luta continua!

pjl revogatvdeCumprindo os compromissos assumidos com o sector do táxi, o PCP apresentou uma proposta de lei revogando a lei do TVDE. Apesar das declarações hipócritas realizadas na altura da grande luta do sector, os partidos da liberalização (PS/PSD/CDS) voltaram a unir-se e a chumbar a proposta do PCP.

Ler Projecto-Lei em PDF

Táxi: Vitórias importantes numa luta que vai continuar!

taxi comunicado201810O PCP está a distribuir aos profissionais do sector do táxi uma saudação à jornada de luta que realizaram entre 19 e 26 de Setembro, onde se destaca as vitórias alcançadas e se sublinha que a luta tem que continuar. Um comunicado onde o PCP reafirma o seu apoio à luta do sector contra a tentativa de o submeter às multinacionais, e recorda as iniciativas concretas tomadas em defesa do sector do táxi. Uma delas, a Decreto-Lei que propõe a revogação da lei do táxi viu entretanto a sua discussão agendada para o próximo dia 18 de Outubro.

Ler Comunicado em PDF

Taxi: A luta contra a liberalização continua!

capataxijul18O PCP está a distribuir ao sector do táxi um comunicado onde se faz um resumo do processo que o sector está a atravessar, e onde se apresenta a visão do PCP - patriótica e de esquerda - para a modernização deste sector. Uma modernização que não usa as novas tecnologias para disfarçar a velha exploração e precariedade, e antes faz do trabalho com direitos o pilar onde deve assentar a modernidade.

Ler Comunicado em PDF

Táxi: Contra a liberalização, pela defesa e modernização do sector do táxi

IMG 20180616 153830 resized 20180616 035656551Realizou-se no CT Vitória uma reunião sobre «A Modernização do Sector do Táxi» que reuniu profissionais do sector, autarcas e dirigentes do PCP. Fez-se um ponto da situação da ofensiva liberalizadora contra o sector (que pretende entregá-lo ao controlo das multinacionais), e da luta por conseguir uma verdadeira modernização, que garanta condições de trabalho e de vida dignas aos profissionais e permita ao sector dar o contributo devido à mobilidade em Portugal e à economia nacional.