Teletrabalho é trabalho, não é acompanhamento aos filhos!

teletrabao é trabalhoO Grupo parlamentar do PCP dirigiu uma pergunta ao Ministério do Trabalho sobre a situação dos trabalhadores de Call centers em teletrabalho:  "O PCP defende (e propôs) que deve ser garantido o pagamento de 100% do salário a todos aqueles que têm de ficar com os seus filhos em casa, incluindo trabalhadores que tenham sido enviados para casa por imposição de funções em teletrabalho, não podendo ser negado aos filhos destes trabalhadores o direito a serem acompanhados pelos seus pais. Teletrabalho é trabalho. Acompanhamento a filho continua a ser acompanhamento a filho. São dimensões distintas e que têm que ser separadas. Por isso também defendemos (e propusemos) que se elimine o impedimento que atualmente existe de que um progenitor possa recorrer ao apoio extraordinário à família quando o outro está no regime de teletrabalho." Lê aqui o texto completo.