Nota de Imprensa - Sobre os recentes acontecimentos que envolvem o Hospital de Cascais

NOTA DE IMPRENSAFace aos recentes acontecimentos que envolvem o Hospital de Cascais e o falecimento de uma utente, doente de Alzheimer, a Comissão Concelhia de Cascais do Partido Comunista Português informa que irá interpelar o Governo sobre este trágico incidente, com o objectivo de garantir o total esclarecimento dos factos ocorridos e o apuramento de todas as responsabilidades políticas.

A informação veiculada pelos meios de comunicação social, dando conta que uma doente de Alzheimer terá recebido alta do Hospital de Cascais sem que fosse informada a família, constitui um preocupante sinal da má gestão existente naquela unidade de saúde. As diversas queixas que o PCP tem recebido, de utentes e profissionais de saúde, sobre a enorme pressão exercida para que os pacientes tenham alta médica, mesmo quando ainda não estão completamente restabelecidos das suas enfermidades, não podem ser desligadas deste fatídico acontecimento que resultou na morte de uma mulher de 66 anos.

O PCP lembra ainda que o Hospital de Cascais tem a sua gestão entregue ao grupo Lusíadas Saúde num contrato de parceria público-privado (PPP) que, ano após ano, se tem demonstrado lesivo para o Estado, para os trabalhadores e para os utentes.

14 de Julho de 2020

Comissão Concelhia de Cascais do PCP