PS no Governo e na cidade de Lisboa: a mesma política!

Com este título, editou a Célula dos Trabalhadores Comunistas na CM Lisboa um comunicado onde se pode ler: "É grande e justa a insatisfação nos trabalhadores da Higiene Urbana por falta de condições de trabalho. O desinvestimento em viaturas e outro equipamento é uma marca que perdura desde há muito tempo. Hoje, há mesmo trabalhadores que levam das suas casas equipamento para que possam trabalhar. É uma vergonha, mas é verdade!"
PS no Governo e na cidade de Lisboa: a mesma política!


É grande e justa a insatisfação nos trabalhadores da Higiene Urbana por falta de condições de trabalho. O desinvestimento em viaturas e outro equipamento é uma marca que perdura desde há muito tempo. Hoje, há mesmo trabalhadores que levam das suas casas equipamento para que possam trabalhar. É uma vergonha, mas é verdade!

António Costa vem referindo que pretende recorrer a serviços exteriores à autarquia para efectuarem a limpeza de zonas como a do Bairro Alto e Baixa Chiado, bem como o aumento da área de intervenção da Parque Expo. 

O que se vê nesta gestão é afinal a continuação do modelo das anteriores: deixar degradar para justificar as medidas privatizadoras, acabando por aumentar os custos.

Ao mesmo tempo que assim age no município, o Governo PS aumenta o tempo de trabalho necessário para a reforma, razão que tem conduzido ao aumento do número de trabalhadores a pedirem para passar para serviços melhorados, por não aguentarem trabalhos pesados.
Este é caminho do beco sem saída para onde leva a política de direita, onde são sempre os trabalhadores a pagarem o preço.

A Célula do PCP na CML rejeita o caminho do fatalismo e da resignação. E rejeita também que seja percorrido um caminho de falinhas mansas, no qual os trabalhadores sejam colocados perante factos consumados. É fundamental que os trabalhadores da CML reforcem a sua unidade, que não se deixem levar em cantos de sereia.

Trata-se de uma verdadeira cruzada contra os serviços públicos, na senda do que de pior tem acontecido por iniciativa do Governo PS por todo o País. Aqui, pelos vistos, o PS conta com a conivência do BE e de Helena Roseta, ambos sempre tão rápidos a pôr a boca no microfone, mas dos quais não se ouviu até agora uma palavra.

A Célula do PCP na CML rejeita tais projectos por serem contrários ao interesse público e exige a sua manutenção na competência do município.

A Célula do PCP na CML desafia a maioria que gere o município, desde logo o Presidente da Câmara a, com clareza, frontalidade e voz que se ouça, dizer que destino pretende dar aos serviços de higiene urbana.


Unidos na defesa do serviço público!
Unidos na defesa dos postos de trabalho!