João Ferreira com a Passa Sabi

 
associaçãoPassa Sabi quer dizer estar bem, passar bem. E é também o nome que jovens do Bairro do Rego escolheram para a sua associação. Foi essa experiência concreta de auto-organização de jovens de um bairro que o candidato da CDU à presidência da Câmara Municipal de Lisboa, João Ferreira, quis conhecer.
 
O vereador do PCP visitou, acompanhado de várias militantes comunistas do bairro, a associação Passa Sabi, no Bairro do Rego. Esta
associação tem tido um papel activo no apoio às famílias carenciadas durante a pandemia.
 
Na conversa com os elementos da direcção Eugénio Silva e Joana Mouta, João Ferreira ficou a par dos esforços da associação, com a população, para garantir o apoio alimentar durante a pandemia e a possibilidade dos alunos mais carenciados terem computadores para poderem ter aulas à distância.
 
A associação tem vários projectos na área do apoio ao ensino dos mais jovens e na formação de professores contra a discriminação racial.
 
Recentemente, criou uma mercearia social, em que os produtos são atribuídos às famílias necessitadas por um sistema de pontos, que dá maior capacidade de levar mercadorias às famílias com maior dificuldade.
 
Eugénio Silva explicou como foi feita a triagem das necessidades: “Tivemos o trabalho de ir perceber quem realmente precisa, fomos bater na porta de 384 casas, a subir e a descer as escadas. É importante porque queremos chegar a quem realmente precisa”.
 
A Passa Sabi tem como grande preocupação, depois da pandemia, conseguir ajudar a colmatar o fosso no ensino dos jovens provocado pela Covid-19. “Estes quase dois anos de interrupção no ensino presencial deixaram os jovens com grandes problemas que são de difícil recuperação”, disse.
 
João Ferreira sublinhou a necessidade da autarquia de Lisboa e as juntas de freguesia de apoiarem, de uma forma mais estruturada e continuada, as associações, dada a capacidade que o movimento associativo mostra, como é o caso da Passa Sabi, para, envolvendo as populações, atenuar os efeitos da pobreza e da exclusão social.