Moção de Censura: Pôr fim ao desastre!

mini-porfimaodesatreO PCP está hoje a distribuir aos trabalhadores e ao povo um comunicado com o significativo título «PCP apresenta Moção de Censura ao Governo PSD/CDS e à política de direita». Um documento onde se explica as razões da moção de censura, a alternativa que o PCP propõe e o caminho de luta a percorrer para a alcançar.

Ler Comunicado em PDF

Plenário de Sindicatos da CGTP-In: Intensificar a luta e a resistência, mudar de políticas

plesind2012jul05

Realizou-se dia 5 de Julho um Plenário Nacional de Sindicatos da CGTP-IN, que contou ainda com a presença de diversas Comissões de Trabalhadores. Um plenário que terminou com uma deslocação em manifestação a São Bento, e cujas principiais conclusões têm como lema "Intensificar a luta; Travar os ataques do Governo, dos patrões e da Tróica; Mudar de Política!".

Ler Resolução aprovada

Homenagem a Vasco Gonçalves promovida pela associação "Conquistas da Revolução"

vg30062012Realizou-se na Voz do Operário, este sábado uma iniciativa de homenagem a Vasco Gonçalves, promovida pela Associação "Conquistas da Revolução". Como afirmou Manuel Begonha na sua intervenção «Vasco Gonçalves é uma figura inspiradora. Não deve, contudo, ser apenas evocada a sua acção, mas também o impulso que nos abrirá o futuro. Vasco Gonçalves tinha um futuro para Portugal e é justamente esse que pretendemos alcançar.»
 

Estudo demonstra: apesar de pagarmos do gás mais caro da Europa, o Governo decide mais aumentos!

muppi2012jan160Eugénio Rosa demonstra, no seu último estudo, que já pagamos o gás a um preço dos mais altos da Europa, principalmente se considerarmos esse preço sem impostos, ou seja, a fatia que vai para as multinacionais a quem o sector foi entregue. A decisão de impor novos aumentos só pode, por isso, ser entendida como mais um roubo do povo a favor de uns quantos capitalistas.

Ler Estudo em PDF

Trabalhadores da Função Pública manifestam-se contra o roubo dos subsídios

mini-22062012fpublica

Milhares de trabalhadores saíram hoje à rua, em Lisboa, na manifestação convocada pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública. Com a concentração marcada no Príncipe Real percorreram as ruas de Lisboa em direcção à Residência Oficial do 1º Ministro, em São Bento, não deixando de passar pelo Tribunal Constitucional, onde gritaram bem alto que este órgão tem de ser imparcial fazendo cumprir a Constituição, uma vez que a aprovação desta lei do corte dos subsídios vai contra o que se encontra nela consagrado.