Vergonha nacional: roubar aos reformados para dar aos bancos!

reformados miniDezenas responderam positivamente ao apelo da FARPIL e da Inter-Reformados, participando nas concentrações e tribunas públicas pelo distrito de Lisboa. Os bancos, denunciam em comunicado, recebem milhões, enquanto que as pensões mínimas entre 254€ e 404€ não sofrem qualquer aumento desde 2010. Os reformados apelam ainda à participação massiva na jornada de luta de 16 de Fevereiro. Os protestos convocados pela FARPIL e pela Inter-Reformados vão continuar dia 5 na Falagueira, dia 6 em Cascais (frente ao mercado) e dia 15 em Loures (frente ao mercado).