Quando «as perturbações» passaram a ser norma, quem fica perturbado são os utentes!

14199533 836676453131588 3352259536741807560 nO serviço prestado pelo Metropolitano de Lisboa está longe de servir as necessidades da população que reside ou trabalha na cidade de Lisboa, afastando-se daquele que deve ser o seu objectivo fundamental: assegurar a prestação de um serviço público de qualidade que garanta o direito à mobilidade das pessoas. No seguimento de outras acções de luta já desenvolvias, no passado mês de Julho, a Comissão de Utentes dos Transportes de Lisboa, dirigiu-se ao Sr. Secretário de Estado no Ministério do Ambiente e ao Sr. Presidente dos Transportes de Lisboa (respectivamente nos dias 12 e 13 de Julho) para concretizar a entrega de um abaixo-assinado que versava sobre estes problemas. 

Ler documento em PDF

É verdade que o anterior Governo e a anterior administração do Metro são os principais responsáveis pelo desastre que está a acontecer. Mas está a dar-se continuidade aos objectivos do anterior Governo! A Administração do Metro, com a complacência e passividade da Câmara Municipal de Lisboa e do actual Governo, não só não dá resposta positiva às justas e antigas reivindicações dos utentes e dos trabalhadores, como vem agravando as condições e os problemas no serviço prestado.