Linha da Frente - Boletim do Sector da Limpeza Industrial

 

Linha_da_Frente_n4-pgina001.png

 

Está já em distribuição um novo número do boletim linha da frente, o boletim do sector da limpeza industrial do PCP. Aborda de forma geral os problemas laborais destes trabalhadores, desde os baixos salários, a sobrecarga de trabalho, os abusos por parte das chefias, reflete sobre o problema do aumento do custo de vida, as suas causas, sobre quem realmente sofre com este problema e quem está a lucrar, por outro lado, apresenta as propostas do PCP de forma a resolver este problema.  Abordamos ainda vários casos particulares, o esquema de corrupção que estava a ocorrer no serviço de limpeza do hospital de São José, a situação dos trabalhadores de Santa Apolonia que continuam sem receber os salários atrasados e os problemas que se fazem sentir na limpeza no Metro de Lisboa

 

Ler comunicado

A Lei da Selva – Despedimentos selvagens dos trabalhadoras da limpeza na RTP

IMG 20220407 0858481Cerca de 10 trabalhadores da limpeza, foram informados que a partir do dia 4 de abril não podia entrar nas instalações da RTP, quando se deslocaram ir para trabalhar.

Alguns destes trabalham há mais de 21 anos na RTP, e já trabalharam para várias empresas de limpeza, a última foi a Vadeca. Esta perdeu o concurso e entrou uma nova, a Assepsia Serviço de Limpeza (ASL), que entrou a partir do dia 1 de Abril. Os trabalhadores ainda foram trabalhar dia 1 de Abril, 6ª feira, mas na 2ª feira quando iam pegar ao serviço já não os deixaram entrar nas instalações da RTP, e circula a informação que ainda vai haver mais dispensas.

Continuar...

4 meses de salário de atraso – Ambiente e Jardim à procura de novos recordes

IMG 20211129 132830Após ter tido conhecimento da situação dos trabalhadores que garantem a limpeza dos veículos da Câmara Municipal de Lisboa, que são subcontratados à empresa Ambiente e Jardim, o Vereador da CDU João Ferreira, questionou na Câmara Municipal de Lisboa, sobre o facto destes trabalhadores estarem há mais de 4 meses, sem receber salários mais o subsidio de férias em atraso.

São treze trabalhadores que estão nesta situação, mas tendo já muitos desistido de lutar, ainda assim encontramos 4 trabalhadores, que se aguentam a trabalhar. Queixam-se da falta de dignidade com que são tratados e em alguns casos já tiveram de recorrer a familiar e amigos para poder comprar o passe para que possam continuar a apresentar-se ao serviço.

Continuar...

Grande greve dos trabalhadores da limpeza do Curry Cabral

A GIMG 20211207 120408creve dos trabalhadores da limpeza do Curry Cabral, que trabalham para a Sá Limpa, que decorreu no presente dia 7, teve uma adesão de cerca de 90%, os trabalhadores concentraram-se à porta do hospital Curry Cabral em grande número, dando uma grande força a esta luta, que é muito justa.
Do PCP esteve uma delegação que contou com a presença da Deputada do PCP na Assembleia da Republica, e mais dois camaradas da Organização Regional de Lisboa.

Continuar...

Trabalhadoras do Curry Cabral unidas face a ofensiva patronal

257921408 3128399857436034 8140413219824352610 nFartas de afrontas aos seus direitos e rendimentos e perante uma tentativa encapotada de despedimento colectivo, as trabalhadoras da limpeza no Hospital Curry Cabral uniram-se e estão dispostas a lutar pelos postos de trabalho, contra os roubos nos salários, as ameaças e chantagens e por melhores condições de trabalho.

A situação arrasta-se desde que a Sá Limpa executa o serviço de limpeza concessionado naquela unidade do SNS, mas o desencadeador da revolta foi a tentativa, da empresa, de forçar a «rescisão amigável» com algumas das trabalhadoras, cujo choque perante a proposta patronal gerou a indignação dos trabalhadores que se encontravam ao serviço. Mulheres e homens que garantem a higiene do Curry Cabral decidiram mesmo confrontar o administrador quando este se preparava para sair do local no seu carro, na terça-feira, dia 9,, deixando-lhe claro que «se despede uma despede todos».

Continuar...