Rejeitada a Recomendação do PCP que defendia a manutenção da Biblioteca Museu República e Resistência

 
BMRR3A Biblioteca Museu República e Resistência (BMRR), será encerrada ao público no próximo dia 14 de Novembro (quinta feira).
 
É desconhecida a data prevista para o início das obras, em que consistem as reparações e qual a data de reabertura. Não se sabe qual o destino do acervo deste equipamento. Os trabalhadores já sabem que a BMRR fecha dia 14 de Novembro e que têm que encaixotar todo o espólio, não sabem é onde vão estar daqui por 2 meses, quando terminarem essa tarefa.
 
O que acontecerá a este projecto, da década de 90, um espaço na cidade de Lisboa dedicado à temática da memória do passado republicano e de resistência anti-fascista português? Ninguém sabe ou quer responder.
 
A recomendação apresentada pelos Deputados Municipais do PCP na AML, infelizmente rejeitada nos pontos 1, 2, 3 e 5 da parte deliberativa, com os votos contra do PS e a abstenção de 6 deputados independentes confirma os receios do PCP, quanto ao futuro da BMRR. 
 
Os eleitos do PCP consideram que a situação da BMRR impele-nos a debruçarmo-nos com uma atenção particular sobre a preservação da memória da República e da Resistência ao fascismo como um dever e uma obrigação de todos os democratas e anti-fascistas. E no contexto em que vivemos, nos tempos sombrios que atravessamos, esta não é uma questão de somenos. 
 
Consulte a Recomendação:
Preservar a memória da República e da Resistência ao fascismo é um dever e uma obrigação de todos os democratas e anti-fascistas