Assim não pode ser trabalhar sem receber – trabalhadores da limpeza CP

stapoloniaOs trabalhadores da Limpeza da CP que trabalham actualmente para a Iluso, voltaram a ter os salários em atraso referentes ao mês de Fevereiro, situação que ficou resolvida dia 3 Março, e que vem trazer ao de cima os fantasmas da AmbiJardim, anterior empresa que prestava o serviço.

Mas desta vez, em Santa Apolónia, a resposta não se fez esperar os trabalhadores concertaram-se junto às suas instalações, com a unidade reforçada, trabalhadores e sectores que anteriormente não se haviam juntada à greve, desta vez juntaram-se ao protesto, a quase totalidade dos trabalhadores, juntos discutindo novas formas de luta, praticamente só  estavam a chefias trabalhar. Situação que se repetiu nos três turnos.

O PCP esteve presente nesta concentração com uma delegação, em que estava também a deputada da Assembleia da Republica Alma Rivera.

Presenciamos um clima tenso, normal para quem se vê empurrado novamente para uma situação de sufoco com a que haviam vivido a apenas 6 meses atrás. Mas também de muita dignidade e luta.

O PCP está como estivemos no passado ao lado da sua luta.

A necessidade de acabar com estas prestadoras de serviços, como o PCP à muito vem defendendo, fica novamente demonstrada, que estes trabalhadores deveriam pertencer à CP.

Os problemas avolumam-se, sempre que os trabalhadores começam a levantar a cabeça:

 

1- Um dos salários de Ambijardim e subsidio de férias, continua em atraso

 

2- O Contrato coletivo de trabalho não está a ser respeitado, e para trabalhadores que fazem fins de

semana e feriados, estão a perder muito dinheiro.

 

3- Há trabalhadores a que estão a alterar o horário e o local de trabalho de forma unilateral.

 

4- A ultima, não estão a permitir os trabalhadores de marcar férias.

 

Há exceção deste ultimo ponto, fizemos uma denuncia na Assembleia da Republica, questionamos o Ministro das infraestruturas e habitação.

Ler pergunta ao governo AQUI