CM Lisboa: Só a CDU esteve do lado do sector do táxi!

taxi.jpgPor decisão do PS, PSD, Helena Roseta e Sá Fernandes, O contingente de táxis em Lisboa vai aumentar. São mais 50 licenças a somar às já existentes! Esta medida, tomada a propósito da justa introdução de veículos adaptados ao transporte de pessoas com mobilidade reduzida, revela um total desconhecimento (ou desinteresse) do sector do táxi em Lisboa, onde o excesso de licenças já se está a traduzir em enormes dificuldades económicas face à redução da procura.

Ler Comunicado ao Sector do Taxi

Comunicado do PCP ao sector do táxi da Cidade de Lisboa

txlisboa1.jpgPerante a intenção expressa da Câmara Municipal de Lisboa de alargar o número de licenças de taxi na Cidade, o Sector dos Transportes da ORL editou um comunicado aos taxistas onde sublinha a sua posição de que o transporte de pessoas de mobilidade reduzida (medida que justificaria este alargamento das licenças) deve ser feito com apoios financeiros para a adaptação dos táxis existentes, e não pelo aumento do contingente actual, pois qualquer alargamento do número de licenças significará uma degradação ainda maior das dificuldades económicas que se abatem sobre o sector.

Ler Comunicado em PDF

Sector do Táxi: Posição Pública de Apelo ao Voto na CDU

taxicdu.pngPara um vasto conjunto de cooperantes, micro, pequenos e médios empresários do sector do táxi, as eleições de 7 de Junho assumem-se como uma oportunidade muito importante para afirmarem a necessidade da ruptura com a política de direita em Portugal e na Europa, e para se assumir o voto na CDU, o único voto consequente que serve os interesses do país e do sector. Razões que os levaram a dirigir um apelo público ao voto na CDU.

Aos Taxistas: luta pelo gasóleo profissional vai continuar!

O Sector dos Transportes editou um Comunicado aos Taxistas, onde sublinha que a resolução da crise que atravessa o sector não será encontrada pela intensificação da exploração dos trabalhadores taxistas nem pelo sucessivo agravamento dos custos a suportar pelos utentes, antes se exige a satisfação pelo Governo da reivindicação sectorial de acesso ao gásoleo profissional.

Ler Comunicado em PDF

Comunistas do Sector do Táxi apelam à participação na luta

Os comunistas micro, pequenos e médios empresários do táxi, fazem um apelo a todos os taxistas para que se juntem à manifestação nacional de 5 de Junho, considerando justa e necessária a confluência com esta grande manifestação dos trabalhadores portugueses.

Ler Comunicado em PDF  

Pela introdução do Gasóleo profissional no sector do táxi

O anúncio da introdução do gasóleo profissional no transporte rodoviário pesado de passageiros, feito pela Secretária de Estado dos Transportes, deixando de fora o Sector do Táxi, provocou uma enorme onda de revolta em todo este importante sector para a mobilidade dos portugueses.

Mais uma vez, este governo do PS dá provas de não estar minimamente interessado na viabilidade económica dos micro, pequenos e médios empresários do Sector do Táxi, ao pretender adiar para as “calendas” a aplicação desta urgente e necessária medida.

Ler Comunicado em PDF  

PCP aos trabalhadores e cooperantes da Autocoope

Aos trabalhadores e cooperadores da Autocoope

Basta de tanta injustiça!

Participemos na GREVE GERAL de 30 de Maio!

Depois de várias lutas já realizadas pelos trabalhadores do nosso País, contra esta política de direita, cheia de sacrifícios para nós e benefícios para o grande capital, levada à prática por este governo do PS, decidiu a CGTP/IN avançar com uma Greve Geral para o dia 30 de Maio.

Vamos também nós, trabalhadores da Autocoope, dar o nosso contributo para a alteração necessária e urgente a esta política desastrosa que os governos PSD-CDS/PP e PS nos vão impondo ao longo dos últimos 30 anos.
Porque é que os trabalhadores da Autocoope devem participar nesta luta?

É que, embora trabalhando em regime cooperativo, onde o produto do nosso trabalho não vai para o bolso do patronato, não ficamos isentos da mesma exploração de que os restantes trabalhadores são vítimas.

Os chorudos lucros da banca, seguros, indústria automóvel, petrolíferas, indústria farmacêutica, etc. obtém também são fruto do nosso trabalho.

São os elevados juros que pagamos na aquisição da casa onde vivemos e da viatura para o nosso trabalho, são os seguros elevadíssimos, são os preços dos combustíveis, etc.

Enquanto o governo atribui benefícios fiscais aos senhores do dinheiro, sobrecarrega-nos com mais IVA, mais IRS e outros impostos.

Na saúde, aumentam os medicamentos, aumentam as taxas moderadoras nas consultas, nos exames médicos e nos internamentos, criam-se outras taxas, encerram-se urgências, encerram-se postos médicos e hospitais.

No ensino, aumentam as propinas e retiram-se apoios escolares, o que torna cada vez mais difícil que um filho nosso possa continuar os seus estudos.

São tantas as razões para estarmos solidários com a luta de 30 de Maio e participarmos nela!

Foi sempre com a luta que os trabalhadores conseguiram as suas grandes conquistas civilizacionais, os salários, as férias, os horários de trabalho, a segurança social, o apoio familiar na maternidade, o fundo de desemprego, etc.

Por isso não fiques de fora nesta jornada de luta.

A batalha é de todos!


Participa na GREVE GERAL de 30 de Maio!


Lisboa 21 de Maio de 2007                                                   

A Célula do PCP na Autocoope