PCP exige medidas para o sector do Táxi

foto taxi

Com a falta de trabalho neste contexto, os profissionais de táxi vivem na incerteza. Há relatos de quem tenha parado o seu táxi e aguarda em casa por melhores notícias ou de quem admite mudar de vida com tanta dúvida no dia de amanhã e receio que o tempo desta emergência se dilate até um ponto sem retorno.
É toda uma estrutura nacional de produção de transporte público, a maioria micro empresas familiares, que está em risco. O PCP questionou o Governo sobre a aplicabilidade da PORTARIA 71-A/2020 15 Março, às condições específicas das empresas do sector do Táxi na perspectiva da sua sustentabilidade e da manutenção dos postos de trabalho, salários e direitos, assim como sobre a possibilidade de activar um mecanismo de apoio específico para as condições particulares do sector do Táxi.

Ler aqui a pergunta