Sectorial

PCP confronta Governo com reestruturação ilegal na Carris, Ml, TT e Soflusa

reest ilegalO PCP confrontou o Governo na Assembleia da República com o ilegal processo de reestruturação em curso na Carris, Metro, Transtejo e Soflusa. Em concreto, o PCP questiona o facto de Administração mentir descaradamente na Comunicação Social e exige que seja colocado um travão nas chantagens e ameaças com que estão a ser pressionados muitos trabalhadores destas empresas.

Ler Requerimento em PDF

Governo corta apoios às empresas públicas e envia milhões para as privadas

Em Nota de Imprensa, o Sector dos Transportes denuncia o conteúdo da resolução do Conselho de Ministros de ontem sobre as Indemnizações Compensatórias para 2015: eliminação de apoios às empresas públicas e crescente apoio às empresas privadas, num quadro em que são as empresas públicas quem garante a maior fatia do transporte público.

Ler Nota de Imprensa em PDF

Contra as privatizações: Em defesa da CP Carga, da EMEF e da TAP!

Na declaração política que o PCP levou hoje à tribuna da Assembleia da República, além de abordar o processo de privatização da TAP, Bruno Dias afirmou que o pacote de negócios que o Governo está a lançar na fase terminal do seu mandato chegou agora aos processos de privatização da EMEF e da CP Carga, operação que representa ainda uma nova e mais gravosa etapa do processo de liquidação do sector ferroviário nacional.

O PCP questionou o Governo sobre a sistemática violação dos direitos das CT's da Carris e do Metro de Lisboa

mini-reestruturar carrismlO Metropolitano de Lisboa e a Carris estão a promover uma profunda e negativa reestruturação, onde se integra o processo de subconcessão da exploração comercial do Metro e dos autocarros, mas vai muito mais longe. Este processo de reestruturação está a ser conduzido violando os direitos das Comissões de Trabalhadores e afrontando a lei. O PCP questionou o Governo sobre a sua cumplicidade com este comportamento ilegal exigindo o  imediato respeito pela lei e pela Constituição.

Ler Requerimento em PDF

É preciso que o Governo pare de desestabilizar o Metro e a Carris!

metro carris 6maioEm comunicado aos trabalhadores da Carris e do Metropolitano de Lisboa, as células do partido nas duas empresas alertam para a necessidade de intensificar a luta contra o processo de destruição das empresas que o actual governo continua a impulsionar. No comunicado, aborda-se a questão da providência cautelar e do respectivo recurso, mas sublinha-se que é na luta de trabalhadores e utentes que reside a verdadeira força que pode travar o Governo e as suas intenções.

Ler comunicado em PDF

Uma grande marcha contra a privatização da Carris, do Metro, da Transtejo e da Soflusa

manif contraprivatizar22042015Uma grande marcha reuniiu hoje, entre trabalhadores, reformados e utentes, perto de dois mil contra a privatização da Carris, do Metro, da Soflusa e da Transtejo.. Uma marcha que contou ainda com a participação solidária de Vereadores da CDU do Barreiro, do Seixal, de Oeiras e de Lisboa, e da deputada do PCP Rita Rato.. Em continuar, publicamos o video com as declarações de Rita Rato, deputada do PCP.

 

Assembleia Municipal de Lisboa aprova Moção do PCP Contra a privatização da Carris e do Metro

220415marchaO PCP apresentou na Assembleia Municipal de Lisboa uma moção em defesa dos transportes públicos e contra a privatização da Carris, do Metro, da Transtejo e da Soflusa. A Moção foi aprovada com os votos dos eleitos pelo PCP, PEV, PS, BE, PAN e PNPN, e apela ainda à participação na Marcha contra a privatização marcada para o próximo dia 22 de Março.

Ler Moção em PDF

PCP interpela o Governo sobre a bandalheira legislativa com que tenta concretizar a privatização da Carris e do Metro

mini-metrocarris papsO PCP interpelou o Governo sobre a forma como está a ser conduzido o processo de privatização da Carris e do Metro. Como se não bastasse estarmos perante um processo criminoso e de um processo que contraria a vontade expresa de trabalhadores, utentes e autarquias da região, o Governo e o seu inenarrável Conselho de Administração estão à actuar completamente à margem da lei, criando Conselhos de Administração de empresas que não existem, reestruturando as que existem em violação dos decretos-lei que as criam e fugindo ao controlo de gestão que a Constituição coloca nas Comissões de Trabalhadores. É tal a bandalheira, e a pressa, que o PCP pergunta mesmo ao Governo se este se dá conta da diferença entre pensar um decreto-lei e aprovar um decreto-lei.

Ler Requerimento em PDF

PCP no Congresso da FECTRANS

mini-20150321 110130O PCP esteve presente, como convidado, no 3º Congresso da FECTRANS/CGTP-IN que decorreu so o lema «Nos locais de trabalho, mais intervenção e organização». Os mais de 100 delegados presentes, oriundos dos sindicatos unitários do sector dos transportes e comunicações, elegeram uma nova direcção e aprovaram um importante plano de acção.. 

Governo promove «destruição criativa» nos transportes públicos e entrega factura às autarquias

mini-IMG 9679O PCP realizou hoje uma audição sobre a proposta de regime jurídico dos transportes públicos. Presentes na iniciativa estiveram sindicatos diversos (CGTP-IN, FECTRANS, STRUP, SNTSF, STTM, SITRA, STAL), Comissões de Trabalhadores (Metro, EMEF), autarquias (AML, Cascais, Loures, Almada, Seixal, Matosinhos, Palmela) e Comissões de Utentes (MUSP, CULinha Sintra, CUT Almada). 

Ver Vídeo com Declaração do PCP