Na vigilância, é preciso travar a ofensiva dos patrões!

mini-vig nov2012 Com as costas quentes pelas políticas do governo e das troikas, nas empresas do Sector da Vigilância os patrões aproveitam o clima geral de selvajaria, de roubos e de destruição de direitos do trabalho para tentar rasgar os direitos acordados livremente por eles no Contrato Colectivo de Trabalho (CCT). Neste Boletim, o PCP não só alerta os trabalhadores para os seus direitos como apela à resistência, à organização e à luta dos vigilantes, e nomeadamente na greve geral de 14 de Novembro.

 

Ler Comunicado em PDF

Em distribuição o Boletim do PCP aos trabalhadores da Vigilância

vig2012ggEstá em distribuição o Boletim da Organização dos Trabalhadores Comunistas no sector da vigilância. Um documento onde o PCP apela à mobilização e participação dos trabalhadores do sector na greve geral, denuncia a crescente exploração no sector, e sublinha que só a luta pode inverter o rumo do país e a crescente degradação das condições de vida dos trabalhadores e do povo.

Ler Boletim em PDF 

Organização do PCP no Sector da Vigilância apela ao 1 de Outubro

1out160.jpgEstá em distribuição o Boletim de Setembro/Outubro da Organização dos Trabalhadores Comunistas no Sector da Vigilância. Um Boletim onde se aborda matéria relativa ao sector, nomeadamente a luta em defesa da Contratação Colectiva, e onde se destaca o apelo à participação na jornada de luta da CGTP-IN do próximo dia 1 de Outubro.

Ler Boletim em PDF

Em distribuição o Boletim dos Vigilantes

bolvig2011_maio.jpgOs trabalhadores comunistas no sector da vigilância editaram o seu Boletim de Abril/Maio, que se encontra já em distribuição, e onde se abordam quer matérias especificas dos vigilantes - como sejam as irregularidades no sector reconhecidas pela própria ACT - quer matérias relevantes para todos os trabalhadores - as jornadas de luta de 19 de Março, 25 de Abril e 1º de Maio, a jornadas eleitoral de 5 de Junho.

Ler o Boletim em PDF

Vigilantes Comunistas distribuem Boletim com apelo a 19 de Março

vig201103.jpgNo número de Março do Boletim dos Trabalhadores Comunistas no Sector da Vigilância destaca-se a mobilização para o dia 19 de Março, para a grande Manifestação Nacional da CGTP-IN. O aniversário do PCP, a precariedade e os salários em atraso no sector, são outras matérias tratadas neste Boletim. 

 

Ler Boletim em PDF

Os trabalhadores do Sector da Vigilância têm justas razões para aderir em força à greve geral

O Boletim do Sector da Vigilância começa por tratar, como é natural, do apelo à adesão à greve geral dos trabalhadores do Sector, num artigo intitulado "Inevitável? Só a luta e a resistência!". Mas trata igualmente de outras questões, como "o acerto da jornada e o banco de horas, forma de reduzir os já magros salários dos vigilantes", e as campanhas políticas contra a NATO e pela candidatura de Francisco Lopes à Presidência da República.

Ler Boletim em PDF

Comunistas do Sector da Vigilância apelam à Manifestação de 29 de Maio

A Organização dos Trabalhadores Comunistas na Vigilância está a distribuir o seu Boletim de Maio, onde se destaca o apelo à participação dos trabalhadores do Sector na Manifestação de 29 de Maio, bem como a situação concreta no sector, nomeadamente na Empresa Charon. 

Ler Boletim em PDF

PCP dirige-se aos trabalhadores da vigilância: unidade e luta contra a exploração!

Integrado na Campanha Nacional do PCP em curso, a DORL do PCP iniciou hoje uma acção de contacto com os trabalhadores do sector da Vigilância e Segurança privada. Esta acção, assente na distribuição do Boletim de Março do respectivo sector, apela ao desenvolvimento da luta e da resistência destes profissionais, num momento em que o patronato do sector aumenta os seus lucros à custa da crescente exploração.

 

Ler Boletim em PDF

Vigilantes Comunistas editam novo Boletim

A organização dos vigilantes comunistas editou um novo Boletim, onde aborda questões importantes para o conjunto dos vigilantes tais como: o contraste entre os lucros das empresas de vigilância e os salários dos vigilantes; as ilegalidades cometidas por empresas do sector e a resistência necessária. O Boletim dá ainda nota da intervenção do PCP na Assembleia da República em defesa dos direitos dos vigilantes.

 

Ler Boletim de Jan/Fev 2010 em PDF

PCP questiona Governo na Assembleia da República sobre salários em atraso na Fénix Intersegur

Perante os salários em atraso na empresa Fénix Intersegur, o grupo parlamentar do PCP questiona o Governo sobre as medidas que este já tomou para enfrentar esta situação, num quadro em que se multiplicam as acusações por parte dos trabalhadores à situação laboral na empresa.

 

Ler requerimento do PCP