Apelo dos Intelectuais Comunistas da Área do Património

eleies_legislativas_2011_-_patrimnio-1.jpgO objectivo das troikas é "construir um Estado que sirva apenas para favorecer os negócios de milhões dos grandes grupos económicos e financeiros, destruindo o princípio de um país para todos os portugueses" denuciam os Intelectuais Comunistas da Área do Património num apelo recentemente publicado. "A finalidade dos grandes grupos capitalistas é criar a aberração de um Estado garantidor dos seus lucros. Para estes que se privatize tudo: da água ao património, dos sectores financeiros aos sectores chave dos transportes e da indústria. Os lucros serão para os capitalistas, os prejuízos serão pagos por quem vive da sua força de trabalho" acrescentam.

No que respeita à Cultura estes intelectuais dizem: "Estas políticas de ataque ao emprego público subscritas pelo PS, PSD e CDS, em nome da solução da crise, não farão mais que agravar as deficiências do funcionamento da administração estatal e da situação económica e social do país. Assim como têm tido e terão consequências catastróficas para a cultura em geral e para o património histórico em particular".

Ainda no mesmo comunicado podemos ler: Por uma política patriótica de esquerda que defenda o desenvolvimento nacional, o valor do trabalho e o património cultural que é de todos os portugueses, os intelectuais comunistas apelam ao voto na CDU no próximo dia 5 de Junho".

Ler comunicado em PDF

Psicólogos Apoiam a CDU!

psicologoscdu.jpg

"A situação económica e social em que nos encontramos é o resultado de 35 anos de governos do PS, PSD e CDS, os mesmos partidos que assinaram o acordo com a Troika F.M.I./ F.E.F./ U.E. que pretende impôr a continuação das mesmas políticas." afirmam os psicólogos que apoiam a CDU num documento que se encontra agora .em distribuição.

Para além desta clara identficação dos responsáveis  pela dramática situação em que o país se encontra, estes profissionais rejeitam um amplo conjunto de medidas do governo que descriminam no mesmo documento e contrapõem com as alternativas propostas pela CDU.

Ler documento em PDF

São já 131 os professores do Distrito de Lisboa que assinaram o apelo ao voto na CDU!

O Manifesto de Professores em Apoio à CDU lançado a semana, passada conta já com o apoio de 131 professores (lista completa de nomes em "Ler Mais"). Um Manifesto onde se sublinha que "Em 5 de Junho, os portugueses vão eleger deputados à Assembleia da República e está nas suas mãos escolher uma verdadeira alternativa, baseada numa política patriótica e de esquerda que rompendo com a política de direita, aposte no desenvolvimento económico, na melhoria das condições de vida dos trabalhadores e do povo, na defesa do interesse público e dos direitos dos cidadãos e recupere e afirme a soberania nacional."

Enviar o apoio à CDU aqui

Continuar...

Pela revitalização, fortalecimento e expansão do Sistema Científico e Técnico Nacional!

doc_cta-1_copy.jpg

Sob o lema em epígrafe a CDU apresenta a denúncia e expõe as suas soluções e propostas para o sector da Ciência e Tecnologia num comunicado agora publicado. Nele é sublinhado que a aposta na ciência passa de forma indelével pela aposta nos que nela trabalham.

No mesmo documento são ainda valorizadas as lutas dos investigadores e bolseiros potugueses e é feito, naturalmente o apelo ao voto a CDU.

Ler comunicado em PDF

Votar CDU: Por uma política patriótica e de esquerda no Ensino Superior

enssup.jpgA CDU está a distribuir um comunicado sobre o Ensino Superior, que começa por lembrar que "Durante os últimos 35 anos, sucessivos governos de direita levaram a cabo uma vaga de ofensivas contra o Ensino Superior Público: desde o desinvestimento e desresponsabilização, aos sucessivs cortes financeiros, à introdução de propinas, passando pelo assassiniio da gestão democrática dos órgãos de gestão bem como a abertura às fundações e consórcios."

Ler Documento em PDF

A política de Direita privatiza e mercantiliza a Cultura. A "austeridade" ameaça destruir o resto

sicultura.jpgEstá em distribuição o Manifesto do Sector Intelectual para as Legislativas de 5 de Junho de 2011, com o título de «A política de Direita privatiza e mercantiliza a Cultura. A "austeridade" ameaça destruir o resto». Um Manifesto que termina com a seguinte afirmação: «a energia criador de todos os que intervêm nas áreas da cultura é, necessariamente, parte integrante dessa radical mudança de rumo político. E do cinzento e da mediocridade actual, ressurgirá, com todas as cores, todas as formas, todas as palavras, todos os sons, todas as imagens, toda a força criadora do Portugal de Abril!"

Ler o Manifesto em PDF

Professores lançam Manifesto de apoio à CDU

logo2011.jpgO Manifesto de Professores em Apoio à CDU foi lançado esta semana, começando por sublinhar que "Em 5 de Junho, os portugueses vão eleger deputados à Assembleia da República e está nas suas mãos escolher uma verdadeira alternativa, baseada numa política patriótica e de esquerda que rompendo com a política de direita, aposte no desenvolvimento económico, na melhoria das condições de vida dos trabalhadores e do povo, na defesa do interesse público e dos direitos dos cidadãos e recupere e afirme a soberania nacional."

O Manifesto pode ser subscrito aqui

Professores apoiam a CDU

Em 5 de Junho, os portugueses vão eleger deputados à Assembleia da República e está nas suas mãos escolher uma verdadeira alternativa, baseada numa política patriótica e de esquerda que rompendo com a política de direita, aposte no desenvolvimento económico, na melhoria das condições de vida dos trabalhadores e do povo, na defesa do interesse público e dos direitos dos cidadãos e recupere e afirme a soberania nacional.

Uma política alternativa e de esquerda, onde a Escola Pública de qualidade e para todos seja um elemento central do progresso e desenvolvimento do País.

O ataque à Escola Pública, e aos professores e educadores em particular, foi um dos aspectos centrais da política de direita protagonizada pelo governo do PS, com o apoio do PSD e do CDS-PP nas questões fundamentais. Contra esta brutal ofensiva os docentes reagiram e lutaram exigindo sempre uma Escola Pública, Democrática e para Todos, onde a valorização da profissão docente seja uma realidade.

Esse mesmo empenho e determinação dos professores e educadores é necessário no apoio e no voto na CDU em 5 de Junho valorizando o constante apoio e a solidariedade demonstrado pela CDU, pelos deputados do PCP e do PEV, nas lutas travadas contra o Estatuto da Carreira Docente, a Avaliação de Desempenho Docente, as alterações curriculares ou em defesa da Gestão Democrática, através de muitas iniciativas legislativas, dando expressão e voz às reivindicações dos professores e educadores.

Esse mesmo empenho e determinação dos professores e educadores é necessário para reforçar a CDU e prosseguir a luta por um modelo de gestão escolar que devolva a democracia à Escola Pública, por um modelo de financiamento que garanta a universalidade e democraticidade do acesso ao ensino e pela garantia de que todos os docentes têm condições de trabalho dignas e acesso à uma formação de qualidade e gratuita.

No dia 5 de Junho os professores votam na ESPERANÇA E NO FUTURO

No dia 5 de Junho os professores votam na RUPTURA COM A POLÍTICA DA DIREITA

No dia 5 de Junho os professores votam numa POLÍTICA PATRIÓTICA E DE ESQUERDA

No dia 5 de Junho VOTA CDU

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.">
Nome
Escola
Comentários:
 

Lançado o Boletim "Esteiro"

capaesteiros.jpg

"Esteiro é o braço de rio que penetra e fecunda a margem. Esteiro é o órgão da Célula da Cultura Literária do Sector Intelectual da ORL do PCP. Esteiro, na austeridade dos seus meios, luta pela dignificação da posição social dos escritores, parte integrante da luta geral dos trabalhadores intelectuais e braçais, por um futuro justo, belo e fraterno. Esteiro acolherá a colaboração de qualidade de todos os escritores, seja qual for a sua orientação estética, desde que não enferme de qualquer ideologia anti-humanista. Esteiro inserirá publicidade gratuita, logo livre. Esteiro agradece toda e qualquer reprodução dos seus textos."

Ler Boletim em PDF

Francisco Lopes com Jovens licenciados e em profissões intelectuais

No passado sábado, 18 de Dezembro, no Clube Estefânia, o candidato à Presidência da República Francisco Lopes encontrou-se com jovens licenciados e jovens de profissões intelectuais para ouvir e discutir os seus problemas laborais. A audiência fez intervenções sobre os bolseiros de investigação científica, os juristas e advogados, os psicólogos, os jornalistas, os arqueólogos, os trabalhadores das artes de espectáculo, entre outras. Das intervenções sobressaiu que a predominância da precariedade, condição que atinge grande parte dos jovens trabalhadores, mas também os jovens licenciados e a nova geração de profissionais intelectuais.

Continuar...

Subcategorias