CDU, em defesa do Ensino Superior Público

A CDU-Ensino Superior de Lisboa editou um documento onde apela ao reforço da votação na CDU como elemento central para derrotar as políticas que procuram privatizar o Ensino Superior Público que "constituíram o essencial do processo de Bolonha, complementadas pelo Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior, pelo seu sub-financiamento crescente, pela revisão do Estatuto da Carreira Docente Universitária e com o desregulamento das carreiras docentes, permitindo nas instituições a promoção e favorecimento político mais conveniente aos objectivos de transformação do sistema de ensino superior português numa sucursal das economias capitalistas dominantes da UE". Ler documento aqui

RTP/RDP: Fazer frente à ofensiva contra os trabalhadores

"Com o actual governo, a ofensiva contra o serviço público de rádio e televisão aprofundou-se. Não é uma novidade que ao longo de décadas, PSD, CDS-PP e PS, se dedicaram a criar as condições para o desmantelamento da RTP/RDP. Alheios aos direitos das populações e dos trabalhadores da rádio e televisão, o governo PSD/CDS-PP pretende transformar a ambição dos grandes grupos económicos e financeiros em realidade." Confrontados com esta realidade, o apelo da CDU aos trabalhadores da RTP/RDP  é que não deixem passar "impunes aqueles que nos trouxeram a esta situação, na empresa e no país, aproveitando as eleições para o Parlamento Europeu, no dia 25 de Maio, para expressar a indignação, protesto e anseio de uma nova política para o país, a ser praticada e defendida lá como cá." Ler documento aqui

A posição social dos intelectuais e a sua intervenção na sociedade

Os profissionais especializados no trabalho intelectual são hoje alvo de um brutal ataque que se concretiza na desvalorização e precarização do seu emprego e na supressão da sua autonomia material, científica e criativa, o que é indissociável da generalizada situação de desprotecção social que os atinge. A CDU em comunicado apela ao reforço eleitoral da CDU como instrumento "determinante para o reforço da exigência da demissão do actual governo e convocação de eleições legislativas antecipadas, pela derrota da política de direita e por uma política alternativa, patriótica e de esquerda que devolva ao povo e ao país a esperança num Portugal com futuro." Ler documento em PDF

 

Contra os cortes na Ciência e no Emprego Científico, Exigimos soluções!

Decorre neste momento, a Concentração Nacional de Membros da Comunidade Científica em frente à sede da Fundação para a Ciência e Tecnologia, em Lisboa. São muitos aqueles que enfrentam a chuva para dizer que Portugal não tem futuro, se persistirem as políticas do Governo PSD/CDS-PP de abandono do investimento na investigação científica que condenaria Portugal a recuo de décadas.

Continuar...

Sessão evocativa, "Álvaro Cunhal, o intelectual e o artista"

No próximo dia 14 de Dezembro, sábado, terá lugar a Sessão evocativa "Álvaro Cunhal, o intelectual e o artista", pelas 16h00 no Hotel Altis, em Lisboa.

Continuar...

Cultura em Luta, Governo Rua!

Activistas do Movimento em Defesa da Cultura associaram-se ao Dia Nacional de Indignação, Protesto e Luta promovido pela CGTP-IN, e na passada madrugada colocaram diversos panos alusivos à necessidade da demissão imediata do Governo.

Cultura em luta!

umporcento arO Manifesto em defesa da Cultura, o STE - Sindicato dos Trabalhadores de Espectáculos e o CENA - Sindicato dos Músicos, dos Profissionais do Espectáculo e do Audiovisual, realizaram uma iniciativa de protesto frente à Assembleia da República, no dia em que Jorge Barreto Xavier foi à Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública apresentar as opções para a Cultura no Orçamento de Estado para 2014.
A acção simbólica junto às escadarias, durante a qual foi lido um Apelo e agitado um grande pano vermelho onde se podia ler 1%, foi antecedida de um protesto nas galerias da Assembleia da República, interrompendo o discurso do Secretário de Estado da Cultura.

Continuar...

Por Abril! Contra a exploração e o empobrecimento

mini-siPassaram dois anos e quatro meses sobre a tomada de posse do Governo PSD/CDS. A radicalização da política de direita que leva a cabo com a aplicação do pacto de agressão da tróica – que o PS “negociou” e subscreveu em primeiro lugar – deixou já um rasto dramático: o brutal empobrecimento da população e do país, o aumento desmesurado da exploração sobre quem trabalha, a profunda degradação da situação social dos portugueses, a hipoteca da soberania e do interesse nacional, a degradação e o colapso no ensino, na ciência e na cultura.

Ler comunicado do Sector Intelectual em PDF

Vitória, arquitectura, modernismo e luta do povo

mini-IMG 20131005 171912896262970No passado fim-de-semana, o Centro de Trabalho Vitória recebeu várias centenas de pessoas que procuraram conhecer um dos ícones da arquitectura modernista portuguesa.

Os visitantes foram guiados através do antigo hotel projectado por Cassiano Branco em 1934 e inaugurado em 1936.

Continuar...

Subcategorias