PCP solidário na Greve na CarrisBus contra os baixos salários e em defesa da contratação colectiva

20160627 101659 resizedO deputado do PCP, Bruno Dias, esteve hoje com os trabalhadores da CarrisBus em greve, em Cabo Ruivo. O PCP expressou a sua activa solidariedade com as justas reivindicações, nomeadamente: com a exigência de ser assinado um contrato colectivo, que acabe com o trabalho mal pago e sem quaisquer progressões; com a reivindicação de o subsídio de almoço ser pago a todos por igual e com o valor em uso na empresa antes da entrada em vigor do Decreto-Lei 133/13; de estes trabalhadores usufruirem do direito ao transporte tal como os restantes trabalhadores da Carris. A greve registou uma adesão superior a 90% em quase todas as oficinas, e prossegue até se<xta-feira.

PCP apresenta requerimento sobre o trabalho com radiações ionizantes nos Aeroportos

O PCP começou a dar sequência às conclusões retiradas da Audição realizada no dia 3 de Junho aos Assistentes de Portos e Aeroportos. Hoje apresentou uma iniciativa sobre o trabalho com radiações ionizantes, alertando para o facto de que quer a ANA quer as operadoras não cumprirem o conjunto de medidas legalmente exigiveis, e exortando o Governo a tomar uma posição mais firme na defesa da lei e da saúde destes trabalhadores.

Ler Requerimento em PDF

No Handling, contra a precariedade e a exploração, a luta é o caminho!

handling22junho16O PCP, em comunicado aos trabalhadores do handling, sublinha a evidente cumplicidade entre capitalistas do sector, os pseudo-reguladores e o Ministério das Infraestruturas, numa acção articulada que visa generalizar o modelo de precariedade e baixos salários. O PCP apela à luta como único caminho para derrotar esta aliança e reforçar a aliança daqueles que querem construir um país diferente. Uma luta que passa, nestes dias, pelo sucesso da greve de 1, 2 e 3 de Julho.

Ler o Comunicado em PDF

Aprofundar o conhecimento das condições de trabalho no Metropolitano de Lisboa

20160621metrolxA convite das ORT's do Metropolitano, o deputado do PCP Bruno Dias acompanhou hoje um turno de trabalho dos maquinistas. Ocasião para aprofundar o conhecimento sobre as condições de trabalho destes profissionais, que enfrentam factores de desgaste acrescido - ausência de luz, ruído, qualidade do ar, trabalho por turnos - e onde a política de redução de pessoal abaixo dos limites mínimos operacionais continua a degradar as condições de trabalho e a qualidade do serviço. 

PCP questiona Governo: Porque não cumpre decisões da Assembleia da República?

gevehandlingO Governo, 75 dias depois, continua a recusar-se a concretizar as medidas contra a liberalização do Handling aprovadas na Assembleia da República. E o processo continua, com despedimentos concretizados, despedimentos em curso e despedimentos a serem projectados. A atribuição de licenças à Barraqueiro é um passo num caminho que se destina a destruir a SPDH/Groundforce, levar ao despedimento dos seus quase 3000 trabalhadores e a arrasar com a contratação colectiva no sector. Face à passividade cúmplice do Governo e à colaboração activa dos pseudo-reguladores, só a luta dos trabalhadores poderá travar o projecto dos capitalistas para o sector. Uma luta que conta com a solidariedade activa do PCP.

Ler Requerimento entregue hoje ao Governo

PCP expressa solidariedade activa à luta dos estivadores contra a precariedade e a exploração

foto bdias1606Na Manifestação contra a Precariedade promovida pelo Sindicato dos Estivadores, o deputado do PCP Bruno Dias expressou a solidariedade activa do PCP com a luta destes trabalhadores. A Manifestação, que decorreu entre o Cais do Sodré e São Bento, contou com a participação de estivadores de vários Portos do país, da FECTRANS/CGTP-IN e de várias outras organizações.

Ver Intervenção do PCP na Manifestação

Esclarecedora audição do Sindicato dos Estivadores no Parlamento, na sequência de proposta do PCP

Por iniciativa do PCP, realizou-se na Comissão de Economia da Assembleia da República a Audição ao Sindicato dos Estivadores, ocasião para desmintir cabalmente as muitas mentiras que sobre a luta foram dessiminadas pela Comunicação Social. Bruno Dias, na intervenção final, sublinhou as declarações do PSD, preocupado com o facto de os trabalhadores estarem, pela luta, a impor a conquista de direitos acima do mínimo legal. Reproduzimos aqui os últimos 20 minutos da Audição, mas ela pode ser vista na integra na TV AR.

Comissão reconhece ilegalidade do falso self-handling da Ryanair... mas nada fará!

O PCP, através do deputado João Ferreira, confrontou a União Europeia com a situação do handling, os depedimentos colectivos, a precariedade no sector e a cumplicidade das autoridades. Como seria expectável, a Comissão, ao mesmo tempo que confirma que a lei não permite o que está a acontecer, foge a qualquer intervenção concreta, pois o seu papel não é o de defender os trabalhadores da exploração capitalista, antes pelo contrário.

Ler Pergunta realizada e respectiva Resposta em PDF

Metropolitano: Mais duas vitórias na luta que continua.

20160608com metroA Célula do PCP está a distribuir um comunicado aos trabalhadores da empresa onde se valoriza duas importantes vitórias alcançadas pelos trabalhadores da Empresa: a retirada formal da caducidade dos Acordos de Empresa; a aprovação, hoje, na Comissão de Economia da Assembleia da República de um projecto-lei (que funde iniciativas anteriores do PCP, do BE e do PS) e que determina o fim da fusão das quatro empresas (Metro, Carris, Transtejo e Soflusa). O PCP valoriza estas vitórias, sublinha o papel essencial da luta dos trabalhadores, e alerta para que a luta continua.

Ler Comunicado em PDF

Handling: As piores práticas empresariais contam com a cumplicidade dos «reguladores»

promiscuidadehandlingO PCP confrontou o Governo com o facto de a Barraqueiro Transportes ser gestora da SPDH/Groundforce (detida a 49% pela TAP, cuja gestão o Governo entregou aos capitalistas privados) e estar simultaneamente associada à Groundlink para concorrer contra a SPDH/Groundforce. Uma promiscuidade só possível porque o Estado se demite das suas responsabilidades, e que está a obrigar ao intensificar da luta nos aeroportos portugueses.

Ler Requerimento em PDF