Continua a luta na CarrisBus pela contratação colectiva e o trabalho com direitos

20170518 carrisbusplenarioRealizou-se hoje (na foto) um plenário de trabalhadores da CarrisBus, que marcou uma nova jornada de luta para o dia 5 de Junho. Os trabalhadores exigem da Câmara Municipal de Lisboa a assinatura de um Contrato Colectivo na empresa comos direitos e remunerações em vigor na Carris, e repudiam a proposta de Acordo de segunda que a CML lhes apresentou. O PCP considera lamentável que a CMLisboa resista a implementar na CarrisBus o trabalho com direitos e justas remunerações, e expressa a sua total e activa solidariedade com os trabalhadores em luta.

Metropolitano: Governo insiste em opções erradas, e no adiamento das ligações à Zona Ocidental de Lisboa e a Loures

20170508 120604O Governo anunciou hoje aquilo a que chamou «plano de expansão do metropolitano de lisboa». O Sector dos Transportes do PCP, em Nota de Imprensa, aponta para a solução errada que está a ser desenhada e para o adiamento das respostas necessárias (exclusão da Zona Ocidental de Lisboa e de Loures, não contratação de trabalhadores apesar de todas as promessas, ausência de medidas reais na manutenção apesar de todas as promessas, etc). O PCP apela aos utentes para continuarem a lutar por um serviço de público de transportes públicos não só necessário como possível no quadro de uma verdadeira ruptura com a política de direita.

Ler Nota de Imprensa em PDF

Luta dos APA: PCP questiona governo sobre a sua continuada cobertura às ilegalidades do patronato

luta apa maio17Os Assistentes de Portos e Aeroportos têm uma nova jornada de luta marcada para os próximos dia 13 a 17 de Maio, no quadro da sua justa luta por melhores condições de trabalho e remuneração. Nos anteriores processos de luta o Governo tomou partido pelo patronato, nomeadamente através de despachos ilegais que tentaram limitar o direito à greve à generalidade dos APA. O PCP confrontou o Governo sobre se vai continuar a tomar partido pelo patronato ou vai passar a cumprir a lei.

Ler Requerimento em PDF

Estatutos da Carris aprovados na CML: PS/PSD chumbam propostas do PCP!

20170505carrisO PCP está a distribuir aos trabalhadores da Carris um Comunicado onde dá conta das propostas de alteração que apresentou à proposta de Estatutos que a CM Lisboa aprovou no dia 4 de Maio. As propostas do PCP, chumbadas por PS/PSD, destinavam-se a salvaguardar direitos dos trabalhadores, a proibir futuras concessões e privatizações e a criar um Conselho Consultivo. A Célula do PCP na Carris termina o Comunicado com a reafirmação do compromisso do PCP de continuar a intervir na defesa dos interesses dos trabalhadores, mas recordando que só a organização e luta dos trabalhadores da Carris obrigará Governo e CML a atender aos seus direitos.

Ler Comunicado em PDF

CDU promove Audição «O Tejo, o Trabalho e a Cidade»

audicao20170504A CDU realizou hoje uma Audição sobre «O Tejo, o Trabalho e a Cidade» com um conjunto de Organizações Representativas dos Trabalhadores dos sectores Fluvial, Marítimo e Portuário (aceitaram o convite a Fectrans, o Sindicato dos Estivadores, o OficiaisdeMar, o Simamevip, o Sindicato dos Fluviais, o SNTSF e a CT da Transtejo). Na sua intervenção João Ferreira começou por sublinhar que «Ao longo dos anos tornou-se comum ouvir falar da necessidade de “devolver o Tejo à Cidade”. Muitas vezes essa perspectiva – em si justa – ficou associada a uma visão amputada da Cidade, a visão que esquece que é o trabalho e a forma como nos organizamos para trabalhar que estrutura a Cidade e determina a qualidade de vida na Cidade», para depois integrar um conjunto de propostas e reivindicações na visão de Cidade pela qual a CDU se compromete a trabalhar.

 

Ao longo dos anos tornou-se comum ouvir falar da necessidade de “devolver o Tejo à Cidade”. Muitas vezes essa perspectiva – em si justa – ficou associada a uma visão amputada da Cidade, a visão que esquece que é o trabalho e a forma como nos organizamos para trabalhar que estrutura a Cidade e determina a qualidade de vida na Cidade.

Em defesa do sector marítimo-portuário e da economia nacional

quadr mpO PCP confrontou o governo com um conjunto de questões relativas ao Sector Marítimo-Portuário: questionou a forma como se está a exigir os certificados médicos aos marítimos (ler); alertou para o definhar do 1º registo nacional e para as dificuldades que isso está a trazer aos praticantes e marítimos (ler); apontou para a necessidade de um serviço nacional de dragagens (ler) e para a possibilidade de dar uma resposta nacional ao serviço de bancas (ler); denunciou o facto dos serviços de inspecção de navios estarem a ser desmantelados (ler). Tudo reflexos da política de direita que continua a ser imposta no sector, e pistas de uma rumo diferente que a economia nacional deveria seguir igualmente neste sector,

Reestruturação da EMEF prepara a sua privatização!

20170502ferroviariosO PCP está a distribuir aos ferroviários um comunicado sobre a reestruturação da EMEF que estão a tentar impor. O PCP sublinha que a separação da empresa em duas tem como objectivo contornar as objecções técnicas colocadas pelo Tribunal de Contas à realização de uns contratos entre a CP e a EMEF que só fazem falta... ao processo de privatização. O PCP apela à vigilância, à unidade e à luta dos ferroviários contra esta reestruturação.

Ler Comunicado em PDF

PCP avança com apreciação parlamentar para reverter fusão do GISAF e do GPIAA

Cumprindo um dos compromissos assumidos na Audição Pública sobre «Segurança e Fiabilidade na Ferrovia» (na foto), o PCP apresentou hoje um Projecto de Apreciação Parlamentar ao Decreto-Lei do Governo que fundiu o GISAF e o GPIAA, ou seja, que decidiu fundir a investigação de acidentes ferroviários e aeronáuticos. Uma medida errada, perigosa e que omite a necessidade de aumentar o investimento nesses organismos em vez de prosseguir as poupanças cegas que acabarão por sair muito caras ao país, e que a Assembleia da República deve agora anular.

Ler Projecto de Apreciação Parlamentar 

Contra a liberalização do Sector do Táxi: a luta continua!

comunicadotaxi20170403A Célula do PCP no Sector do Táxi está a distribuir um comunicado aos profissionais do Sector onde faz um ponto da situação da luta contra a liberalização. Um comunicado onde se abordam as propostas de lei do Governo e do BE (que criariam um novo regime) e as propostas de alteração que o PCP apresentou que desarticulariam os aspectos gravosos contidos na proposta de Governo. Um comunicado onde se aborda ainda a luta pela aplicação da lei com as autoridades a serem progressivamente obrigadas a actuar contra as ilegalidades.

Ler Comunicado em PDF

Editado Boletim do Sector Ferroviário: Prioridade à segurança e fiabilidade

bol ferr abril 17aEstá em distribuição o Boletim de Abril do Sector Ferroviário do PCP. Nele se abordam questões como a Audição do Partido sobre «Segurança e Fiabilidade na Ferrovia», a precariedade na EMEF, a situação da reposição do primado da contratação colectiva e a reversão dos roubos por via do OE e do DL 133/13, a inauguração do R1 do Alfa Pendular, e ainda se inclui um artigo com perguntas e respostas sobre as alterações ao Regulamento Geral de Segurança RGS 1.

Ler Boletim em PDF