Ilegalidades e Insegurança na Circulação Ferroviária em Lisboa

Devido à extraordinária adesão dos trabalhadores no CCO de Braço de Prata, a administração da REFER foi obrigada a recorrer à ilegalidade, tentando substituir trabalhadores em greve por outros, trazendo trabalhadores externos, colocando chefias a substituir grevistas e colocando trabalhadores em turnos superiores a 10 horas. E isto no local que deveria garantir a segurança da circulação ferroviária!

O piquete de greve chamou a polícia para impedir a continuação destas práticas. Não houve resposta. Passado duas horas a polícia aparecia chamada pela administração.

O piquete de greve, no quadro das suas responsabilidades, cumpriu o seu dever. 

O Sindicato dos Trabalhadores Ferroviários já afirmou que a circulação se está a processar sem as condições exigiveis de segurança, e disso responsabilizou o Governo.

Mais de 80% de adesão à Greve no CCO de Braço de Prata

No CCO de Braço de Prata (REFER) a adesão à greve no turno nocturno é superior a 80%. Com esta adesão, a circulação ferroviária não é possível de realizar-se respeitando as condições de segurança exigíveis.
 

Prossegue luta na TAP: Em defesa do AE e da revisão salarial!

No passado dia 31 de Julho, perto de 700 trabalhadores da TAP concentraram-se no interior do Aeroporto (a foto é já da conferência de imprensa), num plenário convocado pelo Sitava e outros 4 sindicatos. Os Sindicatos ficaram mandatados a dinamizar as formas de luta necessárias para defender os AE's da TAP e conquistar o aumento salarial para 2008.

Cumpra-se a Constituição na CP! O Governo é responsável!

O Secretariado da Célula do Sector Ferroviário da DORL está a distribuir um comunicado aos trabalhadores da CP  onde justifica as razões que levaram o PCP a apresentar na Assembleia da República um requerimento ao Governo sobre as reiteradas violações do direito à greve na CP.

Ler Comunicado em PDF  

Ler Requerimento entregue na Assembleia da República 

Na TAP: Unidade e Luta é a resposta!

A Célula do PCP na TAP e SPdH editou um comunicado aos trabalhadores sobre a situação social nestas empresas, sublinhando que perante o ataque lançado pelo Governo e pela Administração contra os direitos dos trabalhadores consagrados nos AE's, só pode haver uma resposta - a unidade e a luta dos trabalhadores. E destacando que a luta dos trabalhadores não é apenas (e já seria muito) em defesa dos seus direitos, ela igualmente o único caminho para defender a empresa e a economia nacional

Ler Comunicado em PDF  

Jerónimo de Sousa visita TAP e SPdH em solidariedade com os trabalhadores

O Secretário-Geral do PCP, Jerónimo de Sousa, participou hoje numa reunião com as Comissões de Trabalhores e Sindicatos representativos dos trabalhadores da TAP e da SPdH. Na ocasião, o PCP reafirmou a sua posição de que a ofensiva contra os direitos dos trabalhadores destas empresas está intimamente ligada às alterações que o Governo quer impor no Código de Trabalho e ao projecto de privatizar estas empresas "limpa" de direitos laborais. O PCP sublinhou que só uma TAP pública pode continuar a contribuir para a dinamização da economia nacional como o tem feito, e a confiança de que os trabalhadores serão capazes de responder unidos a esta ofensiva do Governo e do Patronato, e assim defender os seus direitos e as suas Empresas.

PCP informa trabalhadores da VIMECA de requerimentos na AR sobre a Empresa

Na sequência da visita efectuado há pouco mais de um mês à VIMECA (foto anexa), o Grupo Parlamentar do PCP avançou na Assembleia da Repúblico com 5 requerimentos sobre as condições de trabalho na Empresa. Desse facto dá nota o Comunicado aos trabalhadores da Célula do Partido, que responde ainda a uma carta que o patronato dirigiu aos trabalhadores, e onde o patronato tentava defender-se das justas acusações de explorador que a Célula do PCP lhe dirigira.

Ler Comunicado em PDF 

Aos Taxistas: luta pelo gasóleo profissional vai continuar!

O Sector dos Transportes editou um Comunicado aos Taxistas, onde sublinha que a resolução da crise que atravessa o sector não será encontrada pela intensificação da exploração dos trabalhadores taxistas nem pelo sucessivo agravamento dos custos a suportar pelos utentes, antes se exige a satisfação pelo Governo da reivindicação sectorial de acesso ao gásoleo profissional.

Ler Comunicado em PDF

Células da TAP/SPdH, Carris e Sector do Táxi apelam: TODOS À LUTA A 28!

As Células do PCP na TAP/SPdH, na Carris e no Sector do Táxi  estão a distribuir um comunicado ao trabalhadores de apelo à participação na Manifestação Nacional de 28 de Junho, onde sublinham que não é com mais exploração (como pretendem Governo e Patronato) que se resolvem os problemas do país e do povo, e que a luta é o caminho para derrotar a revisão gravosa do código do trabalho e para suster a degradação do poder de compra dos trabalhadores.

Ler Comunicado da TAP/SPdH

Ler Comunicado da CARRIS

Ler Comunicado do Sector do Táxi 

Vimeca: Aluta é o caminho!

A Célula do PCP na Vimeca está a distribuir aos trabalhadores um comunicado onde responde à carta do patrão a anunciar a imposição de pseudo aumentos para 2008 por acto de gestão. Na realidade, os aumentos traduzem uma redução real do salário dos trabalhadores, um escandâlo quando comparado com os lucros fabulosos que o patrão amealha com o suor dos 530 trabalhadores da empresa. Só a luta pode obrigar o patrão a aplicar aumentos condignos! 

Ler Comunicado em PDF