PCP: É preciso levantar a luta contra a privatização da ANA

anacapa.jpgO Governo do PS, acentuando a sua subordinação aos interesses dos grandes grupos monopolistas, decidiu proceder à privatização da ANA, uma empresa pública lucrativa que ocupa um lugar estratégico na economia nacional. O PCP aponta aos trabalhadores do Aeroporto de Lisboa as razões para levantar a luta contra a privatização dos Aeroportos nacionais, medida que traria consequências desastrosas para toda a economia nacional, colocaria em causa a sobrevivência do próprio sector aéreo nacional e só beneficiaria os grupos monopolistas europeus. Contra esta política que agravará a situação económica e social do país e dos trabalhadores, só há um caminho: desenvolver a resistência e a luta!

Ler Comunicado em PDF

Sector dos Transportes da DORL do PCP comemora Aniversário do Partido

mini-imagem0082.jpgCom a presença de José Casanova, director do "Avante!", realizou-se o jantar comemorativo do 89º Aniversário do PCP do Sector dos Transportes da ORL do PCP. Na intervenção, destaque para a valorização da história do PCP, 89 anos ao lado dos trabalhadores e do povo, e  para o papel que cabe hoje aos comunistas desempenhar na dinamização da luta e da resistência face à ofensiva exploradora das classes dominantes.

Aos Trabalhadores da Vimeca: A luta é o caminho contra a exploração!

vimecamae2010.jpgA célula do PCP na Vimeca distribuiu hoje aos trabalhadores da Empresa um comunicado sobre a situação na empresa (onde a exploração e a repressão crescem), onde denuncia a postura patronal de recusa de aumentos aos trabalhadores quando crescem os lucros do patronato, e apela à unidade e à luta de todos como único caminho para refrear a ofensiva contra os trabalhadores.

Ler Boletim em PDF

Contra o congelamento de salários: Greve na Carris a 19 e no Sector Ferroviário a 23.

Contra o congelamento de salários e em defesa da contratação colectiva, as 4 organizações sindicais da Carris (FECTRANS/CGTP, SITRA/UGT, SNM e ASPTC) avançaram com um pré-aviso de greve para o próximo dia 19 de Março das 8 às 12.  Igualmente contra o congelamento de salários avançou o SNTSF com um pré-aviso de greve para o próximo dia 23 de Março para todo o sector ferroviário.
 
O Sector dos Transportes da ORL do PCP saúda os trabalhadores em luta, e reafirma que só a luta pode derrotar esta ofensiva contra os trabalhadores, como sublinhado no comunicado actualmente em distribuição nas empresas .

PCP reune com CT da SPDH no quadro da campanha nacional contra a precariedade

mini-panospdh.jpgNo quadro da campanha nacional do PCP sobre a precariedade laboral, uma delegação do PCP integrada pelo deputado na Assembleia da República Bruno Dias, reuniu com a CT da SPDH nas instalações do Aeroporto de Lisboa. Perante a escandalosa situação reportada e documentada, de uma empresa tutelada pelo Ministério dos Transportes que assume como política o despedimento de trabalhadores e a sua substituição por trabalhadores sub-contratados, o PCP assumiu o compromisso de recolocar a questão na Assembleia da República. Paralelamente, foram colocadas no Aeroporto as faixas do PCP denunciando estarmos perante um local de trabalho com precariedade (foto) e iniciou-se a distribuição aos trabalhadores de um comunicado da célula da TAP/SPDH .

Concentração da FECTRANS frente ao Min. Transportes: Indignação e luta contra congelamento salarial

mini-capafectrans.jpgCerca de 200 activistas das ORT's do Sector dos Transportes concentraram-se hoje frente ao Ministério dos Transportes expressando a indignação, revolta e determinação dos trabalhadores do sector face à decisão governamental de congelar os salários dos trabalhadores do sector público. Afirmando recusar-se a pagar uma crise criada pelas políticas de acumulação de lucros e previlégios numa minoria de parasitas e exploradores, os trabalhadores deixaram claro ao Governo que será com a luta que responderão a esta tentativa de imposição de novos sacrifícios aos trabalhadores para pagar os previlégios de uma minoria parasitária.

 

PCP contacta trabalhadores da CarrisBus e CarrisTur onde grassa a precariedade

mini-bus01.jpgNo quadro da campanha do PCP contra a precariedade laboral que esta semana decorre, o deputado do PCP Bruno Dias contactou com trabalhadores da CarrisBus na Musgueira e com trabalhadores da CarrisTur no Aeroporto. Em ambas as visitas pode constatar o escândalo de duas empresas públicas onde a precariedade grassa e onde o patrão governo bloqueia a contratação colectiva. Perante os trabalhadores, o PCP assumiu o compromisso de levar a situação destas empresas à Assembleia da República, e deixou o apelo ao reforço da luta por um trabalho com direitos.

PCP: ao lado dos trabalhadores da Scotturb

scotturb.jpg

 O PCP está a distribuir aos trabalhadores da Scotturb um comunicado onde se solidariza com a sua luta em defesa dos direitos e da liberdade de organização e exige o desbloqueio da contratação colectiva que o patronato vem realizando com a cumplicidade do governo. Paralelamente, os eleitos do PCP nas autarquias responsáveis pela contrato de concessão à Scoturb do transporte rodoviário - Sintra, Cascais e Oeiras - têm multiplicado as intervenções no sentido de exigir uma maior solidariedade das autarquias com os trabalhadores desta empresa.

Ler Comunicado em PDF

PCP apela à luta contra a precariedade na SPDH

spdhprec.jpg

Integrado na campanha nacional do PCP contra a precariedade, a célula da TAP/SPDH está a distribuir um comunicado aos trabalhadores da empresa, onde a par da denúncia da precarização das relações laborais nesta empresa tutelada pelo governo (que atinge já os 600 trabalhadores) se apela à unidade e luta contra a exploração!

Ler Comunicado aos Trabalhadores da SPDH

25 Fevereiro - Acção dos Jovens da Fectrans contra a Precariedade pelo trabalho com direitos

mini-usarcapa.jpgRealizou-se hoje de manhã uma acção de luta de jovens activistas das empresas de transportes e comunicações (FECTRANS/INTERJOVEM). Iniciada com a entrega na EMEF e REFER de cadernos reivindicativos próprios, a acção convergiu depois para o Ministério dos Transportes onde foi entregue ao Governo as reivindicações dos jovens de empresas do sector como a Carris, Metro, Cp, Refer, Emef, CTT e rodoviárias em geral. Reivindicações onde se destaca o fim da precariedade nas empresas do sector, o respeito pela contratação colectiva e o fim da discriminação dos jovens trabalhadores.