Contra o Código, os salários em atraso e a destruição da Empresa; Na Lusitânia luta-se!

A Greve na Lusitânia em Sacavém atingiu os 97% de adesão. Integrada na luta geral dos trabalhadores portugueses contra o código, esta acção está ainda inserida na luta que estes trabalhadores travam contra os salários em atraso e na defesa dos postos de trabalho. Bernardino Soares deputado do PCP na Assembleia da República participou no plenário, reafirmando a solidariedade do PCP com a luta que estes trabalhadores vêm desenvolvendo..

Grande plenário no Metropolitano de Lisboa

Integrado na Jornada de Luta da CGTP-IN deste dia 1 de Outubro, decorreu pelas 10.00 da manhã um plenário convocado pela CT do Metro de Lisboa, apoiado pelo STRUP(CGTP-IN), SIMDEM, STTM e SITRA (UGT), onde interveio Amável Alves da FECTRANS / CGTP-IN. O plenário contou com a participação mais de 150 trabalhadores. Entretanto a FECTRANS fornecia mais resultados das diversas acções que decorriam neste dia de luta: Rodoviária Lusitânia (97% de adesão); CP Carga da Bobadela e Alhandra (parada a circulação); diversas estações de comboios encerradas; adesão perto de 100% na Soflusa e a circulação interrompida.

Ilegalidades e Insegurança na Circulação Ferroviária em Lisboa

Devido à extraordinária adesão dos trabalhadores no CCO de Braço de Prata, a administração da REFER foi obrigada a recorrer à ilegalidade, tentando substituir trabalhadores em greve por outros, trazendo trabalhadores externos, colocando chefias a substituir grevistas e colocando trabalhadores em turnos superiores a 10 horas. E isto no local que deveria garantir a segurança da circulação ferroviária!

O piquete de greve chamou a polícia para impedir a continuação destas práticas. Não houve resposta. Passado duas horas a polícia aparecia chamada pela administração.

O piquete de greve, no quadro das suas responsabilidades, cumpriu o seu dever. 

O Sindicato dos Trabalhadores Ferroviários já afirmou que a circulação se está a processar sem as condições exigiveis de segurança, e disso responsabilizou o Governo.

Mais de 80% de adesão à Greve no CCO de Braço de Prata

No CCO de Braço de Prata (REFER) a adesão à greve no turno nocturno é superior a 80%. Com esta adesão, a circulação ferroviária não é possível de realizar-se respeitando as condições de segurança exigíveis.
 

Prossegue luta na TAP: Em defesa do AE e da revisão salarial!

No passado dia 31 de Julho, perto de 700 trabalhadores da TAP concentraram-se no interior do Aeroporto (a foto é já da conferência de imprensa), num plenário convocado pelo Sitava e outros 4 sindicatos. Os Sindicatos ficaram mandatados a dinamizar as formas de luta necessárias para defender os AE's da TAP e conquistar o aumento salarial para 2008.

Cumpra-se a Constituição na CP! O Governo é responsável!

O Secretariado da Célula do Sector Ferroviário da DORL está a distribuir um comunicado aos trabalhadores da CP  onde justifica as razões que levaram o PCP a apresentar na Assembleia da República um requerimento ao Governo sobre as reiteradas violações do direito à greve na CP.

Ler Comunicado em PDF  

Ler Requerimento entregue na Assembleia da República 

Na TAP: Unidade e Luta é a resposta!

A Célula do PCP na TAP e SPdH editou um comunicado aos trabalhadores sobre a situação social nestas empresas, sublinhando que perante o ataque lançado pelo Governo e pela Administração contra os direitos dos trabalhadores consagrados nos AE's, só pode haver uma resposta - a unidade e a luta dos trabalhadores. E destacando que a luta dos trabalhadores não é apenas (e já seria muito) em defesa dos seus direitos, ela igualmente o único caminho para defender a empresa e a economia nacional

Ler Comunicado em PDF  

Jerónimo de Sousa visita TAP e SPdH em solidariedade com os trabalhadores

O Secretário-Geral do PCP, Jerónimo de Sousa, participou hoje numa reunião com as Comissões de Trabalhores e Sindicatos representativos dos trabalhadores da TAP e da SPdH. Na ocasião, o PCP reafirmou a sua posição de que a ofensiva contra os direitos dos trabalhadores destas empresas está intimamente ligada às alterações que o Governo quer impor no Código de Trabalho e ao projecto de privatizar estas empresas "limpa" de direitos laborais. O PCP sublinhou que só uma TAP pública pode continuar a contribuir para a dinamização da economia nacional como o tem feito, e a confiança de que os trabalhadores serão capazes de responder unidos a esta ofensiva do Governo e do Patronato, e assim defender os seus direitos e as suas Empresas.

PCP informa trabalhadores da VIMECA de requerimentos na AR sobre a Empresa

Na sequência da visita efectuado há pouco mais de um mês à VIMECA (foto anexa), o Grupo Parlamentar do PCP avançou na Assembleia da Repúblico com 5 requerimentos sobre as condições de trabalho na Empresa. Desse facto dá nota o Comunicado aos trabalhadores da Célula do Partido, que responde ainda a uma carta que o patronato dirigiu aos trabalhadores, e onde o patronato tentava defender-se das justas acusações de explorador que a Célula do PCP lhe dirigira.

Ler Comunicado em PDF 

Aos Taxistas: luta pelo gasóleo profissional vai continuar!

O Sector dos Transportes editou um Comunicado aos Taxistas, onde sublinha que a resolução da crise que atravessa o sector não será encontrada pela intensificação da exploração dos trabalhadores taxistas nem pelo sucessivo agravamento dos custos a suportar pelos utentes, antes se exige a satisfação pelo Governo da reivindicação sectorial de acesso ao gásoleo profissional.

Ler Comunicado em PDF