PCP saúda Jornada de Luta de 28 Agosto na TAP e na SPDH

qdsc_0052.jpg

As Células do PCP no Aeroporto de Lisboa editaram um comunicado onde saúdam a luta dos trabalhadores das Empresas TAP e SPDH do passado dia 28 de Agosto, reafirmam a necessidade de se punirem as ilegalidades cometidas pelas Administrações e pelo Governo, e reafirmam que a Unidade na Luta é o factor determinante para a defesa das Empresas e dos direitos dos seus trabalhadores. 

Ler Comunicado em PDF

Governo e TAP fora-da-lei para tentar disfarçar adesão esmagadora à greve na TAP/SPDH (terra)

mini-dsc_0052.jpg

A greve que hoje se iniciou na TAP/SPDH regista niveis históricos de adesão na SPDH (superiores a 80%). Mesmo na TAP, a adesão na Manutenção é já de cerca de 50%, sendo cedo para aferir o restante pessoal de Terra. Para disfarçar os efeitos da greve, a TAP, com a cobertura do Governo, está à agir contra a lei, recorrendo à massiva substituição de trabalhadores em greve por pessoal de outras empresas e sub-contratados. Mas como já sabemos, as leis só existem para os trabalhadores, nunca para os patrões.

O PCP saúda a unidade e luta dos trabalhadores, e exige que as entidades competentes forcem Governo e TAP a cumprir as leis.

Em Ler Mais, as fotos que provam a ilegal substituição de trabalhadores em greve por outra empresa contratada para furar a greve. 

Ler Requerimento do PCP na Assembleia da República

Ler Nota de Imprensa do PCP

Continuar...

PCP sobre a greve na TAP/SPdH

As Células do PCP no Aeroporto de Lisboa fizeram sair um novo comunicado, onde perante a greve decretada pelos Sindicatos de Terra, apelam a todos os trabalhadores a uma forte adesão, e a resistirem à intensa pressão que Governo, Administração e Comunicação Social ao seu serviço tem feito.Só a luta defenderá os direitos dos trabalhadores e as próprias empresas.

Ler Comunicado em PDF

Agosto é mês de luta na CP Carga

cpcarga.jpgA Célula do PCP no Sector Ferroviário está a distribuir um comunicado aos trabalhadores da CP Carga, onde reafirma a sua oposição à decisão do Governo de separar (para privatizar) o transporte ferroviário de mercadorias. Mas alerta os trabalhadores que perante a criação formal da empresa a 1 de Agosto, há novas questões que exigem a atenção e a luta dos trabalhadores, na defesa dos seus direitos.

Ler Comunicado em PDF

PCP apela à unidade e luta dos trabalhadores da TAP pela justa actualização salarial!

tapsal.jpgTem a Comunicação Social destacado os principescos rendimentos dos Administradores da TAP, numa altura em que estes e o Governo, que tutela a TAP, continuam a insistir na podre tese dos necessários sacrifícios para quem trabalha. Neste Comunicado, a Célula do PCP apela à unidade e luta na empresa pela justa actualização de salários.

Ler Comunicado em PDF

78% de adesão à greve nas Lojas Francas no Aeroporto de Lisboa

A adesão de 78% dos trabalhadores das Lojas Francas no Aeroporto de Lisboa à greve de hoje merece da Célula do PCP no Aeroporto de Lisboa a mais calorosa saudação. A determinação e unidade dos trabalhadores da Empresa deveria agora merecer da Administração mais do que a continuação de uma demagogia epistolar. As LFP não podem continuar sem aumentar os trabalhadores e a fugirem à contratação colectiva. O Governo (que tutela a maioria do capital) não pode continuar a fingir que não tem nada a ver com o facto de, apesar dos lucros registados, a empresa se recusar à actualização salarial. O PCP continuará na Assembleia da República a pressionar o Governo, mas será a luta dos trabalhadores que imporá a defesa dos seus direitos.

A luta é o caminho!

Trabalhadores das LFP em luta

lfp.jpgNa segunda-feira, os trabalhadores das Lojas Francas de Portugal vão para a greve, em defesa do direito à revisão salarial e à negociação colectiva, numa empresa tutelada pelo Estado e onde, apesar dos lucros registados e previstos, também o Governo pretende intensificar a exploração.  Altura para recordar o requerimento que (há já dois meses!) o PCP colocou ao Governo sobre esta mesma questão, e expressar a nossa total solidariedade com os trabalhadores em luta.

Ler requerimento do PCP

TAP e Governo desrespeitam a lei violando os direitos dos trabalhadores

tap.jpgA arrogância do Governo e da Administração da TAP é tal que, mesmo quando objecto de condenação por entidades oficiais continuam a desrespeitar a lei e a ignorar as críticas. É o caso da violação dos direitos das trabalhadoras da TAP, que por terem estado de licença de maternidade foram ilegalmente descriminadas: a TAP já foi condenada pela própria CITE, mas não cumpre a lei e o governo (que tutela a TAP) aplaude. Deve ser por exemplos como este, que o Programa Eleitoral do PS promete "combater as descriminações que persistem na sociedade portuguesa" e o "aprofundamento das políticas de apoio à natalidade". Como diz o povo: "Bem Prega Frei Tomás! Faz o que ele diz, não faças o que ele faz!".  Sobre esta questão, o PCP voltou a confrontar o Governo na Assembleia da República, que pode ler aqui e aqui .

Contra a chantagem do Governo, PCP apela à luta na SPDH

jul2009_handling.jpgO Governo e as suas administrações estão a promover uma operação de chantagem sobre os trabalhadores do handling, particularmente os da SPDH, que se apresenta sobre múltiplas formas, mas se pode resumir à frase “A bolsa ou o Emprego!”, dizendo que para salvar os postos de trabalho é preciso aceitar sacrifícios, aceitar trabalhar mais por menos salário. As Células do PCP no Aeroporto de Lisboa apelam aos trabalhadores a resistirem não cedendo a esta chantagem.

Ler comunicado em PDF

CM Lisboa: Só a CDU esteve do lado do sector do táxi!

taxi.jpgPor decisão do PS, PSD, Helena Roseta e Sá Fernandes, O contingente de táxis em Lisboa vai aumentar. São mais 50 licenças a somar às já existentes! Esta medida, tomada a propósito da justa introdução de veículos adaptados ao transporte de pessoas com mobilidade reduzida, revela um total desconhecimento (ou desinteresse) do sector do táxi em Lisboa, onde o excesso de licenças já se está a traduzir em enormes dificuldades económicas face à redução da procura.

Ler Comunicado ao Sector do Taxi