Fidelidade Assistência: "Modernidade" que cheira a mofo

Nas últimas décadas, PS, PSD e CDS-PP introduziram alterações profundamente negativas à legislação laboral. Com uma intensa campanha de manipulação ideológica procurou-se inculcar na consciência dos trabalhadores que os seus direitos são um entrave ao desenvolvimento económico do país.Actualmente os trabalhadores criam riqueza que se transforma em salários baixos, por contraponto com os chorudos dividendos dos accionistas e salários principescos dos membros dos Conselhos de Administração. Acresce que na Fidelidade Assistência, o trabalho desenvolvido sujeita os trabalhadores a um enorme desgaste físico e mental.

São inúmeros os estudos científicos que o demonstram, desde a possibilidade de desequilíbrios psicológicos, esgotamentos ou doenças motoras.

Ler documento em PDF