Tranquilidade: Palavras bonitas não pagam contas

Depois da oferta do Grupo Tranquilidade a um Fundo de Investimento estrangeiro por parte do anterior Governo PSD/CDS-PP é necessário ter presente que "Não basta a Administração valorizar o desempenho dos trabalhadores com palavras bonitas e gestos de ocasião. Nada disso permite fazer face ao aumento sucessivo do custo de vida. O que é necessário é que os trabalhadores vejam o seu trabalho devidamente valorizado e respeitado com o aumento dos salários (com a preservação e conquista de novos direitos) e que exista uma estratégia de consolidação da empresa a médio/longo prazo, que garanta a manutenção e criação de postos de trabalho."

Ler Documento em PDF