Saudação à luta dos professores e educadores do distrito de Lisboa

profsO Executivo do Sector de Professores da Organização Regional do PCP saúda a luta dos professores e educadores do distrito de Lisboa, em defesa dos seus direitos, da Escola Pública e da qualidade da educação.
A elevada adesão à Greve dos professores, com uma participação entre os 85 e os 95%, foi a justa resposta à violenta ofensiva da política de direita e do Governo PSD/CDS contra a Escola Pública, importante e destacada conquista de Abril.

Com expressões diferenciadas de escola para escola. A Greve assumiu elevada expressão, em algumas escolas, casos da EB23 Pedro D`Orey da Cunha/Amadora, com 98% ou no Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro/Sintra que encerrou. Mais 400 salas para os exames a Português, não funcionaram no distrito de Lisboa, e cerca de 6000 estudantes não realizaram o seu exame.

O Executivo do Sector de Professores da ORL do PCP sublinha a elevada determinação dos professores na luta pelos seus direitos, face a uma intolerável e inadmissível campanha de intimidação e prepotência do Governo PSD/CDS, que a tudo recorreu para intimidar e pressionar.

Os relatos públicos de salas que funcionaram com recurso a métodos e soluções manifestamente ilegais, não podem ser ignorados. É necessário o seu inteiro esclarecimento. Opções e métodos aos quais, certamente, o Governo PSD/CDS não será alheio.

A combatividade presente na grande Manifestação ocorrida no passado dia 15 de Junho, com mais de cerca de 80.000 professores na rua; é um exemplo a desenvolver, acentuando a luta e o protesto contra o governo PSD/CDS, exigindo a sua demissão e uma política alternativa patriótica e de esquerda.

O Executivo do Sector de Professores da ORL do PCP renovando a saudação à luta dos professores e educadores, apela a uma grande mobilização e participação na Greve Geral, convocada pela CGTP-IN para 27 de Junho.

O Executivo do Sector de Professores da ORL do PCP
17 de Junho de 2013