Trabalhadores comunistas na Banca saúdam os 40 anos das Nacionalizações

Em comunicado aos trabalhadores da Banca, o Organismo de Direção dos Bancários de Lisboa do PCP "saúda a passagem do 40.º aniversário da nacionalização da Banca e dos Seguros, realizada num contexto de luta do povo português contra a possibilidade do regresso ao fascismo e por uma sociedade democrática rumo ao socialismo, com o exercício do poder político pelos trabalhadores", "Processo muito diferente do que veio a verificar-se em finais de 2008, com a nacionalização do BPN e dos seus prejuízos – com custos de milhares de milhões de euros ao erário público –, deixando de fora todo um vasto e valioso património do grupo SLN/BPN; isto é, nacionalizaram-se os prejuízos do BPN para, posteriormente, se proceder à privatização do banco limpo de passivos, pronto para dar lucros ao grupo privado que o comprasse, como de facto veio a acontecer". Ler documento em PDF