Boletim da Célula do PCP no Pingo Doce

IMG 20170928 111620É exploração quando obrigam os trabalhadores a trabalhar duas, três e até quatro vezes mais, quando não empregam mais trabalhadores por dizerem que “os quadros estão completos”, obrigando assim os que já lá trabalham a exercer outras funções para além daquelas para que foram contratados. No caso do Pingo Doce, mesmo aqueles que sempre gozaram os dois dias de folga semanal durante todo o ano, de há 3 anos para cá roubaram esses dois dias nas semanas do Natal e da passagem de ano ao deixarem de os devolver em Janeiro. Em vez disso, as lojas ficam abertas por mais 2 horas para além da hora de fecho.

Ler Boletim em PDF

Grandes Superfícies: Governos diferentes, a mesma política. É preciso dizer basta!

GrandesSuperfcies logoA quem trabalha dizemos: está mais do que na hora de mudar este desgoverno e uma política que só serve para encher os bolsos dos banqueiros e dos nossos patrões. 

 

Ler documento em PDF

Com o PCP, confiança e luta nas grandes superfícies

O Sector das Grandes Superfícies da ORL do PCP em comunicado aos trabalhadores, saúda "a resistência com que os trabalhadores das grandes superfícies têm respondido ao roubo de direitos, à repressão, às humilhações de que são alvo das mais diversas formas". Denunciando situações concretas nos locais de trabalho, os trabalhadores comunistas do Sector lembram as "lutas dos trabalhadores da hotelaria no El Corte Inglês e a grande greve dos trabalhadores da logística da Sonae", apontando o caminho, "resistir mas também para avançar na exigência do aumento dos salários, pela eleição de delegados sindicais, pela apresentação de cadernos reivindicativos discutidos pelos trabalhadores de cada loja". Ler documento em PDF

Contra a discriminação no Pingo Doce da Estrada da Luz: A hora é de denúncia!

Em comunicado dirigido aos trabalhadores e população, a Organização das Grandes Superfícies de Lisboa do PCP manifesta a sua solidariedade com todos os trabalhadores do Pingo Doce da Estrada da Luz loja vítimas de discriminação, denunciando que esta empresa continua a não respeitar os direitos dos trabalhadores, colocando em causa direitos consagrados no Contrato Colectivo de Trabalho, no Código Laboral e, inclusive, na Constituição da República. Ler documento em PDF

Confiança e Luta nas Grandes Superfícies contra a destruição da contratação colectiva

A Organização das Grandes Superfícies de Lisboa no seu Boletim Informativo de Junho apela aos trabalhadores para participarem na grande manifestação promovida pela CGTP-IN no próximo dia 21 de Junho, referindo o brutal ataque à contratação colectiva conduzido pelo grande patronato/UGT/governo com consequência desastrosas para a vida dos trabalhadores. É tempo de intensificar a luta nos locais de trabalho, da união dos trabalhadores em defesa dos seus legítimos interesses. Ler documento AQUI

Nas Grandes Superfícies: Confiança e Luta!

Por todo o distrito encontra-se em distribuição o Boletim Informativo da Organização das Grandes Superfícies de Lisboa do PCP, "Confiança e Luta". Um documento que denuncia a brutalidade dos ataques dirigidos aos trabalhadores deste Sector, mas também resultados concretos da luta organizada em defesa dos direitos de quem trabalha. É o caso do El Corte Ingles, em Lisboa, onde foi reposta a legalidade, por exemplo, em relação ao horário de uma trabalhadora grávida. Espaço ainda para apelar ao voto nas Eleições Europeias, na força que dá expressão política à luta nos locais de trabalho, a CDU. Ler documento em PDF aqui

Trabalho à borla, não!

mini-interjovem cesp denunciam fim feriado"Hoje estás a trabalhar um feriado porque o Governo to roubou", denunciaram a Interjovem e o CESP esta manhã, numa acção de contacto com os jovens trabalhadores dos Armazéns do Chiado. Trata-se do roubo de quatro feriados e três dias de férias, num total de sete dias de trabalho gratuito, sem qualquer remuneração.
Esta acção serviu ainda para esclarecer os trabalhadores sobre a importância de estarem sindicalizados e sobre o seu direito à contratação colectiva. No contexto de uma elevadíssima taxa de desemprego jovem, é imperioso que os jovens trabalhadores não se resignem e continuem a lutar pelos seus direitos!

PCP apela à resistência e luta dos trabalhadores das Grandes Superfícies

mini-grsup2012agoEm Comunicado aos trabalhadores das Grandes Superfícies o PCP denuncia os gigantescos lucros arrecadados pelos capitalistas do sector à custa da brutal exploração dos trabalhadores. Num momento onde, com a desculpa do Código do PSD/CDS/PS/UGT, o patronato se prepara para intensificar a exploração, o PCP apela à resistência e à luta por aumentos salariais.

Ler Comunicado em PDF

Aos trabalhadores das grandes superfícies: é preciso lutar pelo aumento do salário!

gsupdocA Organização do PCP dos trabalhadores das grandes superfícies está a distribuir um comunicado onde sublinha a importância de dinamizar a luta pelo aumento de salários no sector - uma reivindicação não só justa como alcançável pela luta!

Ler Comunicado em PDF