Centro Hospitalar Lisboa Norte despede trabalhadora grávida

A Célula do Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) do PCP na edição de Julho/Agosto do seu Boletim Informativo denuncia que foi despedida "uma assistente operacional pela simples razão de se encontrar grávida. O hospital pela voz da própria chefe e supervisora fez saber à trabalhadora que não seria uma mais-valia para aquele ou qualquer outro serviço” por estar grávida." No mesmo documento são ainda abordadas diversos outros ataques aos direitos dos trabalhadores das unidades de saúde do CHLN e seus utentes.

 

Ler documento em PDF