"MEO escuta os teus trabalhadores estão em luta!"

2017-06-30 14.32.43siteA Organização Regional de Lisboa do PCP saúda os trabalhadores dos call centers e backoffice da PT-MEO estiveram em greve a 30 de Junho e concentraram-se frente ao edifício da PT nas Picoas em Lisboa. A concentração que juntou mais de 150 trabalhadores de call centers e serviços de backoffice do Porto, Coimbra, Castelo Branco e Lisboa associados do Sindicato Nacional dos Trab. de Telecomunicações e Audiovisual - SINTTAV e do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações - SNTCT - constituiu uma grande afirmação de combatividade, pelo emprego com direitos e contra a precariedade.

Continuar...

Privatização e Segmentação: o pecado original na EDP

26062017edpA Célula do PCP está a distribuir um comunicado aos trabalhadores sobre as investigações em curso sobre eventual corrupção na atribuição de centenas de milhões de euros públicos à EDP privatizada. Um comunicado onde o PCP recorda que as questões de fundo se prendem com o processo de privatização e as opções tomadas por PS/PSD/CDS ao longo das últimas dezenas de anos, e onde sublinha que tudo o que dizem estar agora a investigar foi previsto e denunciado pelo PCP atempadamente. As privatizações dos sectores estratégicos foram um crime contra o país, e as consequências continuam a ser pagas pelos trabalhadores do sector e pelos utentes.

Ler Comunicado em PDF

PCP confronta Governo com a sua passividade com os desmandos da Altice na PT

alticept37O Grupo Parlamentar do PCP tem intervido regularmente sobre os crescentes desmandos da Altice na PT, estando a decorrer na Comissão de Economia da Assembleia da República um conjunto de audições sobre as lamentáveis práticas  laborais na empresa. Entretanto, esta intensifica o seu ataque, desenvolvendo agora uma esquema fraudulento onde invoca uma «transmissão de estabelecimento» destinada a obrigar trabalhadores efectivos a serem transferidos para um prestador de serviços. O PCP exigiu do Governo uma intervenção imediata, que trave este caminho da multinacional, e defenda os trabalhadores e a economia nacional.

Ler Requerimento em PDF

O que faz falta é enfrentar o poder económico dos grupos monopolistas do sector eléctrico

Na Discussão sobre o Sector Eléctrico o PCP sublinhou que «A situação escandalosa que há anos se verifica no sector da energia em Portugal é fruto das opções políticas de sucessivos governos ao longo dos anos. Não foi por falta de aviso, Senhores Deputados! Nem foi por engano nem por distracção – foi por opção!». O PCP apresentou a proposta de que fosse adoptada uma lei acabando com os previlégios, mas acabou por apenas ser aprovada uma recomendação ao Governo. A proposta do PCP que permite aos utentes regressar às tarifas reguladas foi aprovada.

CDU solidária com a luta por um Serviço Postal público de qualidade

20170531cttcduUma delegação da CDU, composta por Clemente Alves e Carlos Moura (Vereadores nas Câmaras Municipais de Cascais e Lisboa, respectivamente) deslocou-se à iniciativa do SNTCT «Levar a Carta a Garcia», expressando a sua activa solidariedade com a luta por um serviço público postal de qualidade, que passa pela necessária renacionalização dos CTT, cuja privatização está a ser profundamente negativa para utentes e trabalhadores.

Ler Declaração da CDU «Correios, um serviço público essencial!»

No Grupo Galp, os capitalistas amassam lucros gigantescos à custa dos trabalhadores e do país

20170525galpA Célula do PCP está a distribuir aos trabalhadores do Grupo Galp um comunicado onde se abordam os fabulosos lucros alcançados este ano, a forma como os accionistas se apropriam da riqueza criada (neste caso, até se fazendo pagar acima e antes dos lucros apurados), a forma como os administradores são principiescamente recompensados pelos accionistas, e a forma como ambos tentam incrementar a exploração dos trabalhadores para amassar lucros ainda maiores. Um comunicado onde ainda se saúda a recente  luta dos trabalhadores da empresa e se apela à participação na Manifestação de 3 de Junho.

Ler Comunicado em PDF

Perante novas e preocupantes notícias sobre os planos da Altice para a PT, PCP promove jornada de contacto com os trabalhadores

20170522ptmeodistFace as notícias do fim de semana, que davam conta dos planos da Altice para colocar a PT como empresa em reestruturação para poder proceder ao despedimento de milhares de trabalhadores, o PCP organizou uma jornada de contacto com os trabalhadores no Edifício Picoas e na Andrade Corvo, que contou com a participação do deputado Bruno Dias, que deu ainda conta da pergunta ao Governo apresentada ontem à noite e de que o PCP pedira a antecipação da vinda do Secretário de Estado do Emprego ao parlamento para prestar esclarecimentos sobre a situação na PT.

Ler Requerimento em PDF

PCP questiona Governo sobre roubo de dias de férias na EPAL/ATA

epal roubodiasferiasO PCP questionou o Governo sobre o facto de a EPAL ter roubado a um conjunto de trabalhadores por turno (hoje na Água do Tejo Atlântico) dias de férias sempre que estas coincidiam com dias feriado. Face ao arrastar do problema, com as administrações a tardar a acabar com esta prática, o PCP questiona o Governo sobre as medidas que pretende adoptar face a estas empresas públicas para repor a aplicação da lei.

Ler Requerimento em PDF

Na PT/MEO, crescem os lucros, a instabilidade e a exploração!

20170511ptmeoA Célula da PT está a distribuir aos trabalhadores da empresa um comunicado onde se destacam os lucros anunciados pela Altice para a PT (cerca de mil milhões de euros!) e se contrasta esse facto com a política de degradação das relações laborais e intensificação da exploração que a empresa está a impor. Um comunicado onde se valoriza a acção do PCP na Assembleia da República em defesa dos trabalhadores da empresa, mas onde se alerta para a necessidade de reforço da mobilização e luta dos trabalhadores para alterar o código do trabalho.

Ler Comunicado em PDF

Liberalização da Distribuição em Baixa Tensão traz novos perigos para os trabalhadores

18042017edpFoi aprovada na Assembleia da República uma proposta de lei do Governo sobre o prosseguimento do processo de liberalização do sector eléctrico, desta vez sobre as condições e a forma da concessão pelos municípios da distribuição em baixa tensão. É um processo que traz novos perigos para utentes, autarquias e trabalhadores. O PCP, que fez aprovar algumas propostas que minoram esses perigos, alerta os trabalhadores da EDP para os perigos que o processo acarreta, apela à vigilância e à luta e sublinha que a verdadeira solução para os problemas do sector é a sua nacionalização e reunificação (e informa da iniciativa tomada de propor que se inicie o processo de nacionalização da Central de Despacho da REN).

Ler Comunicado em PDF

Ler Projecto de Resolução sobre a Central de Despacho