Governo obrigado a reconhecer a razão dos trabalhadores da Rodocargo: O roubo dos salários é ilegal!

Na sequência da luta dos trabalhadores da Rodocargo/Barraqueiro e da intervenção do PCP na Assembleia da República, o Governo foi obrigado a reconhecer a ilegalidade da tentativa de redução de salários dos trabalhadores da Rodocargo/Barraqueiro. O PCP apela agora aos trabalhadores para reforçarem a sua unidade e a luta até que a empresa seja obrigado a parar com o roubo nos salários. 

 Ler Resposta do Governo ao requerimento do PCP

Contra a exploração e a ilegalidade na Rodocargo/Barraqueiro, PCP solidário com os trabalhadores!

mini-snc00290.jpg A Empresa Rodocargo do Grupo Barraqueiro entregou este Natal uma peculiar prenda aos seus trabalhadores: uma significativa redução de salário ou o despedimento. Um comportamento duplamente ilegal porque realizado em violação das leis laborais e da contratação colectiva e porque apresenta o claro objectivo de fugir ao pagamento de contribuições para a segurança social. Este dia 3, o deputado do PCP Bruno Dias esteve com os trabalhadores concentrados à porta da empresa, transmitindo-lhes a solidariedade do PCP e a confiança na força da luta dos trabalhadores para defender os direitos. Na Assembleia da República esta questão foi de imediato colocada ao Governo, exigindo a intervenção da ACT.

Ler Requerimento em PDF

PCP em acção de esclarecimento e mobilização junto dos motoristas de mercadorias

imagem0098.jpgDurante este dia 5 de Abril, realiza o PCP uma acção de contacto com motoristas de mercadorias junto da fronteira de Vilar Formoso. Durante a iniciativa, foi distribuído aos trabalhadores presentes o Boletim do PCP "O Motorista" (que pode ler aqui ), tendo-se realizado às 16.00 uma sessão pública que contou com as intervenções de José Gil (PCP), Vitor Pereira (FECTRANS) e Bruno Dias (PCP, Deputado na Assembleia da República). Nas intervenções, foi reafirmado o apelo do PCP à "Unidade e Luta contra a exploração e a precariedade, pelos salários com direitos",  e prestadas contas do trabalho desenvolvido pelo PCP na Assembleia da República em defesa dis direitos dos motoristas, nomeadamente pela revisão do DL  126/2009.

PCP aos Motoristas de Mercadorias: Unidade e Luta na defesa da Contratação Colectiva

mini-imagem0039.jpg

Integrada na Campanha Nacional do PCP em curso, está em distribuição aos Motoristas de Mercadorias o Boletim de Fevereiro / Março. Aí, se aborda a situação da contratação colectiva, com a patronal a tentar intensificar a exploração no sector, e com o apelo do PCP à unidade e luta da classe, como único caminho para defender e reforçar direitos. Na foto, distribuição em Aveiras de Cima hoje de manhã.

Ler Boletim "O Motorista" de Fevereiro/Março 2010 em PDF

PCP apelo ao voto e à luta dos motoristas de mercadorias

net_vf.jpgEsta segunda-feira, 13 de Abril, o PCP promoveu uma acção de contacto com motoristas de mercadorias na fronteira de Vilar Formoso, que contou com a participação de dirigentes nacionais e regionais do PCP e do deputado do PCP na Assembleia da República Bruno Dias. Nestes contactos, o PCP informou da sua actividade institucional em defesa dos motoristas de mercadorias (destacando as mais recentes: a aprovação no PE da proposta de resolução do PCP pelo pagamento do tempo de disponibilidade como tempo de trabalho; a apresentação na AR de um projecto de lei que corrigiria a brutal injustiça de profissionais que aos 65 anos ficam impedidos de exercer a sua actividade profissional ficarem limitados na sua reforma por esse facto). 

Mas a mensagem fundamental que o PCP transmitiu nesta sua acção foi uma mensagem de confiança: É possível pôr um travão à crescente exploração no sector. A luta e o voto são duas armas que os trabalhadores têm que usar!

Contra o Código, os salários em atraso e a destruição da Empresa; Na Lusitânia luta-se!

A Greve na Lusitânia em Sacavém atingiu os 97% de adesão. Integrada na luta geral dos trabalhadores portugueses contra o código, esta acção está ainda inserida na luta que estes trabalhadores travam contra os salários em atraso e na defesa dos postos de trabalho. Bernardino Soares deputado do PCP na Assembleia da República participou no plenário, reafirmando a solidariedade do PCP com a luta que estes trabalhadores vêm desenvolvendo..