Atraso na renovação das cartas do Estado implica multa às vítimas!

tircartaO PCP levou à Assembleia da República mais uma situação só possível num país onde as autoridades professam um profundo desprezo pelos cidadãos, e em particular, pelos trabalhadores. Desta vez os afectados são os motoristas de mercadorias do Internacional, que no processo de renovação da carta, e face ao sistemático atraso do Estado em processar essas renovações, são obrigados a pagar 30 euros por um outro documento habilitante. Ou seja, o Estado atrasa-se e o motorista paga um extra ao Estado que se atrasou. Uma vergonha que o PCP já exigiu que fosse resolvida.

Ler requerimento em PDF