PCP promoveu debate sobre questões do emprego em Vialonga

Sábado, dia 27 de Fevereiro, a Organização Concelhia de Vila Franca de Xira do PCP promoveu um debate público em Vialonga, subordinado ao tema "Porque não pára de aumentar o desemprego em Portugal?". Uma iniciativa que contou com a participação de Rita Rato, deputada do PCP na Assembleia da República.

 

Na sua intervenção, Rita Rato, definiu o desemprego em quatros pontos fundamentais : 1. Um problema social e económico, 2. Um instrumento do sistema capitalista para intensificar a exploração, através da criação de uma quantidade crescente de mão de obra disponível para "aceitar" emprego sem direitos e baixos salários, 3. Gerador de destruição de riqueza, levando à diminuição do mercado interno, visto menos trabalhadores terem condições para consumir, gerando novamente fecho de empresas e logo, novo aumento do desemprego, 4. Desperdício de recursos, não aproveitando o potencial dos trabalhadores que ficam sem emprego e gasto do Estado em atribuições do subsídio de desemprego, quando poderia ser o próprio, a dar emprego a esses trabalhadores em áreas que necessitam, urgentemente, de mais efectivos.

 

Bem claro, ficou ainda, a conivência do Governo PS, no aproveitamento do patronato da crise geral capitalista, para intensificar a exploração, e o recurso à segurança social para cobrir os custos do despedimento de milhares de trabalhadores por todo o país e para suportar parte dos ordenados dos trabalhadores de empresas que recorrem a lay-off, sem que exista por parte do Governo, qualquer preocupação em garantir que esse instrumento apenas é utilizado em casos realmente necessários. O mesmo Governo que protege os lucros escandalosos do banca, dos grandes grupos económicos.

 

No final da sua intervenção, Rita Rato, referiu as inúmeras propostas apresentadas pelo PCP na Assembleia da República, para o aumento dos salários e reformas, para a introdução de alterações aos critérios de atribuição do subsídio de desemprego (8 vezes propostas pelo PCP, 8 vezes chumbadas pelo PS - com a curiosidade de na legislatura anterior terem sido sempre votadas favoravelmente por PSD e CDS/PP, e agora com a nova configuração da AR... a mesma proposta ter sido chumbada por estes dois Partidos), para a salvaguarda e valorização do aparelho produtivo nacional, entre tantas outras.

 

Rosa Saúde, dirigente sindical, eleita do PCP na Assembleia Municipal, referiu ainda, aspectos concretos do desemprego no concelho de Vila Franca de Xira, nomeadamente o aumento entre dezembro de 2008 e dezembro de 2009 de 20%, atingindo hoje, mais de 6000 trabalhadores. Referiu ainda a ofensiva por parte do patronato aos direitos dos trabalhadores nas empresas do nosso concelho e a protecção do Governo a estas situações, com as recentes alterações introduzidas pelo Governo PS ao Código do Trabalho.

 

Nas intervenções dos participantes ficou claro o descontentamento com as políticas PS, mas também a certeza de que é possível com a luta, criar a ruptura necessária com as políticas de direita que conduziram o país ao estado em que se encontra.