Em Torres Vedras, homenagem a Fernando Vicente, resistente anti-fascista

No passado dia 24 de Janeiro, o PCP homenageou Fernando Vicente. Na passagem dos 50 anos da sua morte, a Comissão Concelhia de Torres Vedras do PCP, acompanhada por residentes no concelho, mas não só, colocou uma coroa de flores na campa do resistente anti-fascista Fernando Vicente, lembrando a sua luta contra o fascismo e os 17 anos que esteve encarcerado no Campo de Concentração do Tarrafal. Sendo preso novamente em 1963, já muito debilitado pelos terriveis anos passados no "Campo da Morte Lenta". viria a falecer a 22 de Janeiro de 1965. Esta iniciativa contou com a intervenção de Francisco Manuel Fernandes, membro do PCP e também ele um lutador contra o fascismo na Cidade de Torres Vedras. No mesmo dia, foi inaugurado no Centro de Trabalho de Torres Vedras, com a presença de vários camaradas e amigos, um espaço de leitura a que foi dado o nome de "Biblioteca Fernando Vicente". Este espaço, passará a fazer parte da vida diária dos militantes e amigos dos concelhos do Oeste. Nas duas iniciativas foi lida por Teresa Oliveira, membro da Comissão Concelhia de Torres Vedras, uma carta de saudação, enviada pela Coordenadora da URAP, Marilia Vila Verde Cabral.