Por agendamento da CDU, a Assembleia Municipal debateu "A Situação da Educação em Oeiras". Em intervenção final a CDU assumiu uma posição frontalmente contra a "municipalização da educação"

Realizou-se ontem, conforme anunciado,  na escola Luís de Freitas Branco uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal, dedicada ao tema “Situação da Educação no Município de Oeiras”.
Dir-se-ia que antes mesmo do dia da sessão, já o seu agendamento tinha “produzido” efeitos. Na verdade, a fim de preparar a sessão pública, o executivo realizou um périplo por várias escolas e acorreu a outras, a fim de apaziguar algum descontentamento e entrar em compromisso de solução com situações há muito verificadas e denunciadas.

Continuar...

Concelhia do PCP de Oeiras promove sessão pública sobre a precariedade

O PCP lançou este ano uma campanha nacional, +DIREITOS +FUTURO, NÃO A PRECARIEDADE,
e nesse sentido...

Continuar...

E a Festa avança!

Mais uma jornada da Concelhia de Oeiras do PCP. Militantes e simpatizantes distribuiram-se pelo terreno onde se implantam pavilhões e palcos da Direcção da Organização Regional de Lisboa (DORL) e as equipas são formadas segundo os saberes, artes, capacidades e idades e não pela organização a que pertencem... Dois aspectos relevantes:

  • - o "ferro" está praticamente todo levantado!
  • - é cada vez em maior número os jovens que participam nas "jornadas"

(mais imagens ver aqui)

Graças à persistência e trabalho dos eleitos da CDU e da bancada parlamentar do PCP...

A notícia, dada em Julho do ano passado e em primeira mão pela CDU, confirma-se. Os pescadores de Paço de Arcos já podem contar com o projeto e respetivo estudo, cujo orçamento aponta para um investimento significativo, 5,6 milhões de euros.
A Administração do Porto de Lisboa já o terá aprovado faltando apenas resolver a questão do financiamento, cuja solução passa só e apenas pela vontade política da Câmara Municipal de Oeiras.

Continuar...

A ABERTURA DO POSTO DE CORREIOS DE NOVA OEIRAS OBJECTO DE EXPOSIÇÃO, POR PARTE DA CDU, AO PROCURADOR DA REPUBLICA JUNTO DO TRIBUNAL ADMINISTRATIVO E FISCAL DE SINTRA

1.    Os eleitos pelas autarquias do Concelho de Oeiras sempre tentaram contrariar em 2013 a decisão tomada pela Administração dos CTT em encerrar os Postos dos Correios de Caxias, do Dafundo e de Nova Oeiras, sem sucesso. E se, face à perceção de que não havia condições para lutar por tudo, colocámos a reabertura do Posto dos CTT em Nova Oeiras como objetivo eleitoral possível de ser realizado, dadas quer a situação de vulnerabilidade das populações da localidade, quer pelo fato de Nova Oeiras já estar, na altura, a ser considerada com potencialidades para vir a ser apresentada a sua candidatura a Património da UNESCO. Para a CDU não faria sentido (e não faz) que os argumentos que dignificam o projeto urbanístico sejam amputados de um serviço público, ao nível de uma necessidade básica para as populações.

Continuar...