Boletim do PCP nas Empresas de Loures

O Sector de Empresas de Loures editou o seu Boletim de Novembro, onde começa por colocar a interrogação: O PS quis um Governo de maioria absoluta para isto? Para mais detalhadamente abordar temas como a flexigurança, o aumento do custo de vida, e a situação social nas empresas Dyrup, Unilever, Saint-Gobain, ValorSul, Centracicla e CM Loures.

Ler o Boletim em PDF

CDU sobre a Ponte do Américo

A CDU de Loures editou este documento à população de Unhos e São João do Tojal, lembrando os atrasos na construção da Ponte do Américo, os prejuízos para a população desses atrasos, e os custos acrescidos para as contas da autarqui.

Podes ler o documento em PDF, aqui. 

Bobadela - Água a Mais - Responsabilidade a Menos

Depois das obras feitas na estrada municipal 504, sempre que chove com alguma intensidade, a zona Baixa da Bobadela, nomeadamente aquela artéria, fica completamente alagada.
Isto acontece com bastante mais frequência desde que ali foram feitas obras municipais que não tiveram em conta a necessidade de escoamento do grande volume de água que para ali corre quando chove, agora agravado com a construção da nova urbanização.
Perante a irresponsabilidade de quem dirigiu tal obra, que nem sequer respeitou a manutenção da grande grelha de escoamento que ali existia, só falta virem-nos dizer, como o Sr. Presidente da C.M de Loures nas recentes cheias de Sacavém “são problemas criados pela natureza, que eles não puseram lá a água.”.

 

CDU Loures "Contem Connosco!"

A CDU de Loures sob o lema geral "Contem connosco porque melhorar é sempre possível!", editou mais dois comunicados à população:

- Informando das deligências realizadas em defesa dos interesses dos moradores na Av. Estado da India, em Sacavém, que pode ler aqui em PDF

- Informando da proposta apresentada em Câmara sobre os transportes para os trabalhadores do munícipio, proposta chumbada pela coligação PS/PSD, que pode ler aqui em PDF

Célula do PCP na Valorsul apela à luta

A Célula do PCP na ValorSul editou um comunicado aos trabalhadores onde destaca, sobre a situação na Empresa, que "Só a administração da Valorsul é responsável pelo clima de conflitualidade laboral na Empresa!", e alerta que "
Os direitos dos trabalhadores conquistam-se e defendem-se com a luta!", pelo que exorta não apenas à continuação da luta na Empresa, mas igualmente à participação na luta nacional da CGTP-In dopróximo dia 18.

Continuar...

Cheias de Sacavém: Basta de Incompetência!

A CDU de Loures e de Sacavém acusa a CM Loures - e a sua gestão PS - de terem contribuído para o desastre que as cheias representaram para a população: porque não tomaram as medidas devidas perante a iminência da catastrófe; e poque permitiram a degradação de sargetas e colectores ao mesmo tempo que autorizavam depósito de terras em zonas perigosas. Ao opor-se à criação da Comissão de Inquérito proposta pela CDU, o PS de Loures deixou claro que teme esse apuramento.

Continuar...

Camarate: Basta de Insegurança!

Basta de insegurança!

Quantas mortes são necessárias para que seja construída a esquadra da PSP em Camarate?

A Direcção Concelhia de Loures do PCP reunida em 2 de Julho de 2007, em Sacavém, analisou a insegurança que continua a caracterizar muitas zonas do concelho e em particular as freguesias de Camarate, Apelação e Sacavém afectando o quotidiano de milhares de pessoas.

No passado fim de semana foi assassinado um morador na Quinta do Mocho (Sacavém), no Bairro de Santo António (Camarate), por um grupo de jovens que a comunicação social afirma ser oriundo da Quinta da Fonte (Apelação).

Este brutal acontecimento veio colocar, de novo, a nu o que o PCP e os eleitos da CDU há muito exigem: medidas e programas concretos promovidos pela Câmara Municipal e Governo, em que participem todas as entidades que operam no território, tendentes a inserção social das populações realojadas ao abrigo do PER – com particular ênfase nos mais jovens – e o reforço dos meios policiais nesta zona geográfica.

A construção há muito prometida da esquadra da PSP em Camarate, capaz de apoiar o policiamento nas freguesias vizinhas, como a Apelação, assume carácter de urgência como temos afirmado e pela qual nos temos batido em iniciativas concretas nos diversos órgãos de soberania, a saber:

Sessão pública promovida pela CDU em 24.02.2007 na freguesia da Apelação;
Requerimento apresentado pelo deputado António Filipe do Grupo Parlamentar do PCP em 1/3/2007;
Moção apresentada pela CDU na Assembleia  Municipal de Loures em 20/3/2007;
Proposta de medidas para responder à grave situação de insegurança, apresentada pelos vereadores da CDU na reunião de Câmara de 21.03.2007.






Infelizmente o Governo tem evidenciado o mais completo desinteresse perante este dramático problema ao não inscrever verbas para o efeito em nenhum instrumento financeiro da Administração Central, adiando a sua resolução para data incerta.

Numa atitude condenável e reveladora do autismo político em que se encontram mergulhadas, a Câmara e a Assembleia Municipal onde o Partido Socialista dispõe de confortáveis maiorias, têm inviabilizado de forma sistemática todas as propostas de tomada de posição sobre este assunto apresentadas pela CDU.

Perante a gravidade dos recentes acontecimentos e a urgência da resolução do problema da insegurança que afecta o dia-a-dia de dezenas de milhar de pessoas nesta zona do Concelho de Loures é lícito perguntar: quantas mortes são necessárias para que seja construída a esquadra da PSP em Camarate?

O PCP reafirma o seu empenhamento na urgente solução deste problema e apela às populações afectadas para que se movimentem em torno da exigência da construção da esquadra e do efectivo reforço da segurança de pessoas e bens.



Loures, 03.Julho.2007


A Direcção Concelhia de Loures do PCP