Homenagem ao Alex: Uma vida de Luta!

Uma vida de luta! A Comissão Concelhia de Loures do PCP, assinalou este sábado, 4 de Julho, os 70 anos do assassinato pela PIDE, na Estrada da Bemposta-Bucelas, de Alfredo Dinis, membro do Comité Central e da Comissão Política do Partido Comunista Português com uma Romagem, nesta localidade, ao seu Memorial, entre outras iniciativas.

 

Continuar...

A privatização da Valorsul tem que ser revertida

O Governo anunciou recentemente a conclusão do processo de privatização do Grupo EGF, responsável pela gestão da grande maioria dos resíduos sólidos urbanos produzidos no país. A Valorsul, empresa pública do grupo EGF, sedeada em São João da Talha, procede ao tratamento dos resíduos sólidos urbanos produzidos no concelho, servindo ainda mais 18 municípios, incluindo Lisboa. Os trabalhadores da Valorsul e a Câmara Municipal de Loures desenvolveram inúmeras diligências, a que se associaram os restantes municípios, visando chamar o governo à razão e provando que o interesse público impunha a anulação do processo de privatização. A Valorsul detém uma elevada competência tecnológica, com experiência de muitos anos a tratar de forma ambientalmente segura os resíduos de 1,6 milhões de habitantes, gerindo um sistema integrado que promove a valorização e a reciclagem dos lixos. A Valorsul é também uma empresa pública que desde a sua criação apresenta anualmente lucros.

 

Continuar...

Mais uma vez o PS enganou a população da Bobadela e São João da Talha

A Saída da A1 para São João da Talha e Bobadela (concelho de Loures) é há muito uma pretensão e exigência da população. Em Agosto de 2013 a poucos dias das Eleições Autárquicas as Juntas de Freguesia da Bobadela e de São João da Talha lideradas pelo PS e a Câmara Municipal de Loures também na altura liderada pelo PS anunciaram à população a assinatura de um protocolo entre estas entidades sobre a construção da saída da A1, dando a entender que agora é que iria avançar, fruto da iniciativa dos eleitos do PS.

 

Continuar...

De noite ou de dia, a Marcha em construção

 

Pichagem na freguesia de São João da Talha, concelho de Loures.

"Comemoramos Abril pelo que Abril significou e significa no presente, mas também pelo que significará como projecto para o futuro de Portugal!"

 

Intervenção de Jerónimo de Sousa no almoço comemorativo do 41º aniversário da Revolução de Abril que encheu o Pavilhão José Gouveia em São João da Talha, Loures.

Jornal CDU - Concelho de Loures: CDU Cumpre!

Não são todos iguais. Há forças políticas e políticos que têm uma conduta norteada por princípios exigentes e apego aos compromissos que assumem. A CDU escolhe honrar os seus princípios e cumprir os seus compromissos. É por isso que a atividade dos seus eleitos se distingue tão claramente da de outros, é por isso que prestam contas sem evasivas nem justificações enganadoras.

Pese embora as dificuldades encontradas: dívidas avultadas; armazéns vazios; serviços municipais desorganizados; trabalhadores desmotivados, os eleitos da CDU deitaram mãos ao trabalho restauraram a confiança da população na sua câmara, combateram o desperdício e criaram as condições para que de novo se possa acreditar num caminho de progresso para o concelho de Loures. Na edição de Março de 2015 do Jornal da CDU de Loures, a CDU presta contas da sua atividade e da atividade seus eleitos. Ler jornal em PDF

Loures: CDU Cumpre, conclusão central do Encontro Concelhio de Eleitos e Ativistas da CDU

Este encontro, que decorreu na Sala Multiusos do Pavilhão de Macau no Parque da Cidade em Loures, teve como objectivo fazer um balanço do trabalho efetuado pela CDU na Câmara, Assembleia Municipal e nas freguesias do concelho ao longo do atual mandato.

Com a participação de 170 eleitos e ativistas e 26 intervenções, o Encontro Concelhio da CDU de Loures, que se realizou este sábado, dia 21 de Março, decorridos cerca de 18 meses da gestão CDU, confirma e reafirma o cumprimento no essencial, dos 10 compromissos assumidos pela candidatura nas Eleições de Setembro de 2013.

Continuar...

Bucelas : CDU Presta Contas à população

Em boletim que está a ser distribuído à população da freguesia, a CDU de Bucelas presta contas da atividade dos seus eleitos na Junta de Freguesia. Paralelamente à distribuição do "Presta Contas", a CDU realizou uma Sessão Pública no passado dia 14 de Março com a presença de Élio Matias, Presidente da Junta de Freguesia de Bucelas e Tiago Matias, Vereador da Câmara Municipal de Loures. Passados 16 meses desde o início deste mandato autárquico, muito já foi feito, mas também muito há para fazer em prol da população da freguesia, foi essa a proposta da CDU e é esse o compromisso com a população: trabalhar com honestidade e competência em prol da população. No boletim onde se dá nota das muitas realizações do executivo da Junta de Freguesia, liderado pela CDU é também salientado o relacionamento com a Câmara Municipal de Loures e o grande interesse e empenhamento que esta tem demonstrado pelo desenvolvimento de Bucelas. Ler Boletim em PDF

A luta dos trabalhadores da Valorsul contra a privatização não vai parar!

Na passada segunda-feira, realizou-se um plenário de trabalhadores da Valorsul à porta da empresa (sediada em São João da Talha, Loures), que contou com a participação do secretário-geral da CGTP-IN. Os trabalhadores reafirmaram a exigência de que o Governo pare a privatização da EGF. Ler Moção aprovada

Câmara Municipal de Loures contra a proposta do Governo de novo Regime para os Transportes Públicos de Passageiros

Por proposta da CDU, a Câmara Municipal de Loures aprovou uma moção contra o Regime Jurídico do Serviço Público de Transporte de Passageiros, proposto pelo Governo. Para os eleitos da CDU este Regime é lesivo dos interesses das populações e dos Municípios. Os Municípios são instituídos de imediato na qualidade de “Autoridades de Transportes”, com um conjunto de novas responsabilidades alargado e de maior âmbito num quadro de constrangimentos financeiros, organizativos e de admissão de técnicos qualificados e o Estado desresponsabiliza-se totalmente do ponto de vista financeiro, nas compensações de serviço público aos operadores, remetendo integralmente os custos de financiamento do serviço público universal de transportes para os Municípios, que, por serem naturalmente insustentáveis nos orçamentos municipais, obrigam os Municípios à autoria da imposição de novos agravamentos da carga fiscal da população e utentes.

Continuar...