PCP questiona Governo sobre acidente de trabalho mortal na SIDUL, Açúcares, Loures.

empresa1O PCP teve conhecimento de um acidente de trabalho mortal na empresa «SIDUL, Açúcares» no passado dia 1 de março no concelho de Loures, freguesia de Santa Íria da Azóia. O trabalhador de 39 anos, subcontratado por uma empresa de trabalho temporário, terá morrido esmagado no tapete rolante de onde descarregava cana de açúcar. 

Este trabalhador estava ao serviço há mais de 6 anos para a «Multilusa», empresa de trabalho temporário que subcontrata os trabalhadores para assegurar necessidades permanentes de funcionamento de diversos setores desta refinaria de açúcar.

Ler Pergunta do PCP ao Governo em PDF