Homenagem ao Alex: Uma vida de Luta!

Uma vida de luta! A Comissão Concelhia de Loures do PCP, assinalou este sábado, 4 de Julho, os 70 anos do assassinato pela PIDE, na Estrada da Bemposta-Bucelas, de Alfredo Dinis, membro do Comité Central e da Comissão Política do Partido Comunista Português com uma Romagem, nesta localidade, ao seu Memorial, entre outras iniciativas.

 

 

Alfredo Dinis, assassinado, na manhã de 4 de Julho de 1945, aos 28 anos de idade, foi um abnegado revolucionário e militante comunista, que dedicou o melhor da sua curta vida à luta dos trabalhadores e do povo português contra o fascismo e pela liberdade.


Operário metalúrgico, iniciou a sua actividade política e partidária contra a ditadura ainda muito jovem. Foi membro da Federação das Juventudes Comunistas e pertenceu ao Socorro Vermelho Internacional. Como membro do PCP, foi responsável por importantes organizações na região de Lisboa, Ribatejo, Margem Sul do Tejo e Litoral Alentejano.


Preso pela PIDE em Agosto de 1938, “Alex” foi contudo um dos principais organizadores das grandes jornadas populares e grevistas que tiveram lugar em Novembro de 1942 e em Julho-Agosto de 1943, bem como das greves de 8 e 9 de Maio de 1944 a cujo comité de greve pertenceu.


Estas greves heroicas, foram um marco central na luta contra a ditadura fascista.


A evocação do assassinato de Alfredo Dinis, é inseparável da evocação da luta contra o fascismo e pela liberdade e em defesa das conquistas e dos valores de Abril, é inseparável da longa história do PCP assente em sucessivas gerações de revolucionários que, como Alfredo Dinis, defrontaram corajosamente a repressão fascista e suportaram sacrifícios enormes por um Portugal livre, democrático e socialista.


Neste tempo em que a luta é cada dia mais crucial para derrotar 39 anos de política de direita, suportada nas opções políticas das troikas nacionais e estrangeiras – FMI/BCE/UE-PS/PSD/CDS - e que cresce imparável a necessidade política de um PCP cada vez mais forte e influente, a evocação mais alta e a homenagem maior que podemos fazer ao camarada Alfredo Dinis, é tomarmos como exemplo a sua vida de dedicação ao Partido, de firmeza revolucionária, de empenho no desenvolvimento da organização partidária e na luta dos trabalhadores, pelo pão, pelo direito ao trabalho, por uma política patriótica e de esquerda, pelo socialismo.


A Romagem ao memorial do Alex contou as presenças de Élio Matias, Presidente da Junta de Freguesia de Bucelas, de Paulo Piteira, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Loures e de Pedro Guerreiro, membro do Secretariado do Comité Central do PCP.