Homenagem a Álvaro Cunhal enche sala

AC Loures miniNo dia 2 de Fevereiro, a Concelhia de Loures do PCP promoveu uma homenagem a Álvaro Cunhal no centenário do seu nascimento. Esta iniciativa teve lugar na Academia Recreativa e Musical de Sacavém. Na homenagem, 200 pessoas assistiram à projecção do filme: "Álvaro Cunhal: vida, pensamento e luta", a uma actuação de cantar alentejano com o Coro da Liga dos Amigos da Mina de São Domingos,

que fizeram questão de agradecer o convite da organização local comunista, relembrando o papel de Álvaro Cunhal na Reforma Agrária. Seguiu-se um momento de poesia, com Carlos Paniágua, actor e encenador do Teatro Independente de Loures (TIL), que declamou o poema de Pablo Neruda, la Lámpara Marina, dedicado a Álvaro Cunhal. Esteve patente ainda uma exposição sobre a vida, pensamento e luta de Álvaro Cunhal e uma banca de livros com as suas principais obras teóricas e literárias.
Manuel Rodrigues, membro do Comité Central do PCP e responsável junto deste organismo pelas comemorações do Centenário, encerrou a iniciativa com uma intervenção política onde relembrou as palavras de Álvaro Cunhal no comício realizado a 5 de Outubro de 1974 sobre o papel dos trabalhadores de Sacavém e do concelho de Loures na derrota do regime fascista e do 28 de Setembro, bem como na consolidação do regime democrático.
No final da iniciativa, as duas centenas de participantes cantaram a Internacional, relembrando Álvaro Cunhal com a projecção de diversas fotografias de vários momentos da sua vida.