População do Prior Velho exige manutenção do balcão da CGD

priorvelho sessao-contra encerramento cgd 18062018A CDU, perante a ameaça da Administração da CGD de encerramento do balcão na Vila do Prior Velho, organizou uma Sessão Pública junto à dependência daquela instituição bancária no Prior Velho, que contou com a participação de Bernardino Soares, Presidente da Câmara Municipal de Loures e de outros eleitos da CDU na Câmara e Assembleia Municipal de Loures e na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Sacavém e Prior Velho.
Os mais de centena e meia de populares que participaram, ontem, dia 18 de junho, na Sessão Pública e que assinaram o abaixo-assinado exigindo ao Primeiro-Ministro, António Costa e ao Ministro das Finanças, Mário Centeno, a continuidade do funcionamento do balcão da CGD no Prior Velho, confirmam a justeza desta luta e a sua continuação até que seja garantido a continuidade deste serviço público!
As assinaturas que estão a ser recolhidas junto da população e comerciantes do Prior Velho, serão entregues na Residência Oficial do Primeiro Ministro, em São Bento, no próximo dia 25 de junho, pelas 15 horas, durante uma concentração contra o encerramento dos balcões da Caixa Geral de Depósitos.
A CDU e os seus eleitos reafirmam a sua solidariedade com a luta da população do Prior Velho e o seu empenho, de em todos os órgãos, defenderem a manutenção do funcionamento dos balcões da Caixa Geral de Depósitos. 
 

Contra o encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos do Prior Velho

priorvelho-contra encerramento cxgeraldepositos netA Administração da Caixa Geral de Depósitos tenciona encerrar balcões em todo o país. Entre esses balcões tem a Administração da CGD a intenção de encerrar o balcão do Prior Velho!
 
No âmbito das várias acções em curso e em ponderação, visando a manutenção do balcão da Caixa Geral de Depósitos no Prior Velho, os eleitos da CDU na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Sacavém e Prior Velho, na Assembleia Municipal e Câmara Municipal de Loures reúnem na próxima segunda-feira, dia 18 de Junho com a população do Prior Velho.
 
Esta reunião pública decorrerá a partir das 18h30, junto à dependência da Caixa Geral de Depósitos no Prior Velho e contará com a participação, entre outros eleitos, de Bernardino Soares, Presidente da Cãmara Municipal de Loures. 
 
Segunda-feira, dia 18 de junho, pelas 18h30, em defesa da Caixa Geral de Depósitos no Prior Velho!

31 de Maio | Dia Nacional das Colectividades

Comunicdo Dia Nacional das Colectividades NETNo Concelho de Loures, o Movimento Associativo Popular tem uma expressiva dimensão numérica, com mais de 200 coletividades em atividade. É um espaço de participação e desempenha um insubstituível papel na democratização do acesso ao desporto, à cultura, na ocupação de tempos livres e na prevenção e coesão sociais, ou seja, na satisfação de importantes necessidades coletivas.
 
Ao assinalar o dia 31 de Maio, Dia Nacional das Colectividades, a CDU saúda todas as colectividades, os seus dirigentes, atletas e colaboradores e reafirma o seu empenho em, conjuntamente com as Associações, Clubes e Colectividades do Concelho de Loures, continuar e aprofundar as políticas de apoio e valorização do Movimento Associativo.
 

Consigo fazemos melhor!


campanha contacto maio 2018 netCAMPANHA DE CONTACTO COM A POPULAÇÃO

 

A CDU promove nos meses de Maio e Junho uma ampla campanha de contacto com a população do Concelho de Loures.
Nas muitas e diversificadas acções previstas – contactos de rua, sessões públicas, reuniões com associações, clubes, agentes económicos, etc. – estarão presentes eleitos municipais e das freguesias, assim como outros ativistas da CDU.
Pretendemos ouvir propostas e aspirações, conhecer, ainda melhor, as carências das freguesias e da população, encontrar as soluções que façam de cada um dos lugares do Concelho de Loures um local melhor para viver.
A CDU assume com energia os aliciantes desafios do futuro. Não nos desculpamos com as dificuldades. Ancorados numa estrita relação com a população, cumpriremos os nossos compromissos.
A prestação de contas do trabalho que fazemos nas autarquias é para a CDU um compromisso sério. No documento que iremos distribuir à população procuramos, de forma sucinta informar quanto ao trabalho realizado e em curso pelos eleitos no Município e nas freguesias. 
 
 

 

 

A luta é o caminho!

Em comunicado a organização do PCP na freguesia de Santo António dos Cavaleiros expressa a sua solidariedade com as mais de 100 famílias que estão em vias de ser despejadas das suas habitações, à custa de uma lei injusta e que é claramente um ataque aos mais desfavorecidos. O direito à habitação destas famílias encontra-se assim colocado em causa por uma massiva operação de especulação imobiliária levada a cabo pela Fidelidade Seguros.
 
sac-comunicado-torres-fideliudade-abril2018A luta é o único caminho possível. É fundamental neste momento pressionar o governo PS para revogar esta gravosa lei.
 
É o direito à habitação de milhares de pessoas que está em causa, e é altura do PS se colocar do lado certo da questão.
 
Já chega de ver o PS na autarquia a dizer uma coisa, e outro PS na Assembleia da República a fazer outra completamente contrária.
 
O Partido Comunista Português mostra-se assim disponível para participar na luta com os inquilinos até que a lei seja revista e que se caminhe para um verdadeiro direito à habitação pelo que irá colocar novamente a discussão e votação na Assembleia da República a revogação desta lei e a aplicação de uma lei que proteja a parte mais fraca deste processo que são os arrendatários.
 

Jantar "Mulheres de Abril"

santa iria jantar mulheres abril 2018 netRealiza-se no próximo dia 11 de Abril - quarta-feira - pelas 20 horas, no Hotel "Vip", em Santa Iria de Azóia, o Jantar "Mulheres de Abril".

 

O jantar contará com as participações de Rita Rato, deputada do PCP na Assembleia da República e de Maria Eugénia Coelho, vereadora da CDU na Câmara Municipal de Loures.

PCP apresenta recomendação ao Governo para suspensão dos despejos nas torres da Fidelidade Seguros em Santo António dos Cavaleiros

sac visita rita rato 27marco2018A deputada do PCP na Assembleia da República, Rita Rato, contactou ontem, dia 27 de Março, os moradores das torres da Fidelidade Seguros em Santo António dos Cavaleiros, ameaçados de despejo.Mais de 150 famílias e cerca de 400 pessoas, estão sob ameaça de despejo das suas habitações em Santo António dos Cavaleiros. Esta situação é da maior gravidade e exige a intervenção imediata do Governo. A deputada do PCP informou os moradores, que o PCP entregou na Assembleia da República um projecto de resolução para que o Governo tome todas as medidas que estão ao seu alcance para suspender estes despejos. O projecto apresentado defende também a criação de uma comissão de acompanhamento deste processo composta por membros do Governo, moradores e Cãmara Municipal de Loures. O PCP apresentou também um requerimento para que seja ouvida sobre esta matéria no Parlamento, com caractér de urgência, a Secretária de Estado da Habitação.

 Ver recomendação »

Ver requerimento para audição da Secretária de Estado da Habitação »

Santo António dos Cavaleiros | Lei das Rendas aprovada por PSD e CDS ameaça centenas de moradores de despejo.

sac ni despejos marco2018Várias centenas de moradores de Santo António dos Cavaleiros, inquilinos de imóveis propriedade da Seguradora Fidelidade estão a receber notificações informando da decisão desta entidade de não renovar os contratos de arrendamento, criando assim uma inaceitável situação de insegurança e incerteza em mais de 100 famílias.
 
O direito à habitação de centenas de pessoas é assim colocado em causa por uma operação de especulação imobiliária levada a cabo pela Fidelidade Seguros a coberto da lei do arrendamento, aprovada na legislatura anterior pelo Governo do PSD e CDS, que fragilizou a posição contratual dos arrendatários, colocando-os á mercê dos proprietários e das consequências das ações especulativas que estes entendam desenvolver, com prejuízos de direitos constitucionalmente consagrados.
 
A situação destas famílias é a evidência de como a atual Lei nº 31/2012, de 14 de agosto foi um instrumento concebido pelo Governo PSD/CDS e pela maioria parlamentar que o suportava para servir os interesses de senhorios sem escrúpulos e a atividade especulativa do capital financeiro no mercado imobiliário.
 
A preocupação não foi a concretização do direito à habitação e a elevação do nível de vida dos portugueses, mas sim servir os grandes interesses ligados aos mercados imobiliários.
 
PELA NECESSÁRIA E URGENTE REVOGAÇÃO DA “LEI DOS DESPEJOS”
 
O PCP Loures repudia a atitude da Fidelidade, afirma a sua solidariedade com a luta dos moradores de Santo António dos Cavaleiros e reafirma a necessidade urgente de revogar o enquadramento legal de 2012 e de criar um novo quadro legal que proteja os inquilinos cumpridores, proposta já apresentada pelo PCP na Assembleia da República nesta legislatura e que infelizmente não foi aceite.
 

“Mais Organização e Intervenção, um PCP mais Forte!”

14 assembleia organizacao concelhia 2018PCP REALIZOU A SUA XIV ASSEMBLEIA DA ORGANIZAÇÃO CONCELHIA
 
Este Sábado, dia 24 de Março, realizou-se no Espaço Multiusos “A Fábrica”, em Camarate, a XIV Assembleia da Organização do Concelho de Loures, sob o lema “Mais Organização e Intervenção, um PCP mais Forte!”.
 
A Assembleia da Organização Concelhia culminou um processo de preparação e discussão que através da realização de mais de duas dezenas de Assembleias electivas e sessões que contaram com a participação de mais de três centenas de militantes, elegeu os delegados de cada organização e discutiu a proposta de Resolução Política. 
 
A Assembleia contou com a participação de 150 delegados e dezenas de convidados, entre militantes do PCP, activistas da CDU e membros de associações, colectividades e outras organizações do Concelho de Loures.
 
Durante a Assembleia foram feitas 35 intervenções, versando diferentes matérias desde a prestação de contas das diversas organizações, Educação, Movimento Associativo, passando pela luta das ex trabalhadoras da Triumph e de outras empresas do Concelho.
 
Os participantes discutiram a aprovaram a Resolução Política “Mais organização e intervenção, um PCP mais forte!” que assume como principais direções e objetivos de trabalho: 
 
 
•Concretizar até final do 1º semestre a entrega do novo cartão do Partido, assegurando actualização de valor e recuperação de quotização e que um maior número de camaradas assumam uma tarefa política regular;
•Aumentar a capacidade de direcção das organizações, rejuvenescer organismos, elevar a militância, alargar a responsabilização de quadros;
•Alargar e aumentar o recrutamento para o Partido, em particular, a partir da acção de contactos, em curso, com os trabalhadores do concelho;