Em Cascais lembrou-se que «Não queremos caridade, queremos dignidade!»

mini-cascais rua_out

O Ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Sr. Pedro Mota Soares fugiu da inauguração de uma “cozinha com alma”, uma iniciativa conjunta do Governo, da Câmara Municipal de Cascais e uma entidade privada que assumirá a gestão do “negócio”. Mesmo sem a presença do Ministro e com muita chuva, os manifestantes (que responderam ao apelo da Delegação dos Sindicatos da Parede e do Movimento dos Trabalhadores) permaneceram no local até ao fim da cerimónia, não perdendo a oportunidade de confrontar aqueles que com uma mão roubam nos salários e nas pensões e com outra fingem que lhes dão o pão, entregando junto do Presidente de Câmara o manifesto escrito.

Cascais: PCP reforçado com uma grande Assembleia de Organização

mini-cascais ao

Realizou-se a 14ª Assembleia de Organização Concelhia de Cascais do PCP, sob o lema “Um PCP mais Forte, Organizar e Reforçar a Luta”. Com mais de 100 participantes, no decorrer de uma viva discussão, foram realizadas 35 intervenções, aprovada a Resolução Política do encontro e foi ainda eleita a nova Comissão Concelhia de Cascais do PCP. No final dos trabalhos, era sentimento e convicção dos participantes que o Partido sai desta Assembleia mais forte para prosseguir com a luta dos trabalhadores e das populações do concelho.

Cascais diz não à liquidação das freguesias

reorg_administA Assembleia Municipal de Cascais aprovou ontem por unanimidade uma pronúncia, no âmbito da Lei nº22/2012, que defende a manutenção das actuais  freguesias do Concelho de Cascais.
Depois de vários meses em que a CDU esteve, conjuntamente com outras forças políticas, os trabalhadores da administração local, dirigentes do movimento associativo e largos sectores da população de Cascais, na linha da frente na defesa das freguesias do concelho, não podemos deixar de nos congratular com este desfecho. Pode  ler-se numa nota enviada à comunicação social.
  

Unidade! O boletim do Sector de Empresas do PCP em Cascais

cascais empO Sector de Empresas de Cascais do PCP está a distribuir aos trabalhadores do Concelho o seu Boletim "Unidade!", onde se apela à intensificação da luta contra a exploração para derrotar o Pacto de Agressão.

Ler Boletim em PDF

Acção de luta em defesa das freguesias de Cascais

 

protesto_freg 4.jpgMais de meia centena de pessoas, respondendo ao apelo da Plataforma Pelas Freguesias de Cascais, participaram na passada sexta-feira, dia 22 de Junho, na concentração junto à Junta de Freguesia de Parede, onde, de forma mais firme, se exigiu à Assembleia da República a revogação da Lei nº22/2012 para a Reforma Administrativa que o Governo quer impor, defendendo o actual mapa das freguesias do Concelho. 

Na mesma acção, num abaixo-assinado que está a correr todo o Concelho, centenas de assinaturas foram recolhidas entre os comerciantes e gente da freguesia, onde, ao mesmo tempo, activistas que se associaram ao movimento em defesa das freguesias apontaram a necessidade de continuar com a luta, cabendo à Plataforma delinear novas acções futuras, desde logo afirmando que as populações do Concelho de Cascais estão disposta a lutar por aquilo que lhes pertence e dá resposta aos seus problemas concretos, anseios e interesses – as freguesias.