Tribuna pública em Cascais sobre o Alargamento passe e redução tarifária

20190405 tribuna publicaA CDU realizou, esta tarde 5 de Abril, no Terminal Rodoviário de Cascais, uma tribuna pública sobre o Alargamento do Passe e a redução tarifária, com a participação de Manuel Gouveia, do Comité Central do PCP e Filipe Rua, do Executivo da Comissão Concelhia de Cascais do PCP. Dezenas de activistas da CDU contactaram com utentes, conversando, esclarecendo, e distribuindo informação da CDU sobre a vitória alcançada , também no concelho de Cascais. Relembre-se que esta medida, proposta pela CDU, permite abranger mais de 182 mil habitantes do concelho de Cascais, que até aqui, estavam fora do alcance do passe social e que agora, TODO o concelho de Cascais passa a ter acesso a transportes públicos, em TODOS os operadores, em TODAS as carreiras na AML, no valor máximo de 40€ por mês.
Ver mais Fotos

ALARGAMENTO DO PASSE: O que mudou em Cascais com a proposta da CDU?

capa documento

Desde 1 de Abril de 2019, a população do concelho de Cascais, como a população de toda a Área Metropolitana de Lisboa (AML), ganhou, e muito, com implementação da proposta da CDU de Alargamento do Passe e da redução tarifária dos transportes públicos. Desde logo esta medida permite abranger mais de 182 mil habitantes do concelho de Cascais, que até aqui, estavam fora do alcance do passe social e que agora, TODO o concelho de Cascais passa a ter acesso a transportes públicos, em TODOS os operadores, em TODAS as carreiras na AML, no valor máximo de 40€ por mês, garantindo-se reduções significativas no custo de transporte. A CDU editou um documento especifico para o concelho de Cascais que regista o alcance desta vitória e esclarece algumas mistificações e falsidades oportunistas propagandeadas pelo executivo da Câmara Municipal de Cascais PSD/CDS/Carreiras.
Ler documento em PDF

 

PCP solidário com a luta dos pescadores de Cascais questiona o Governo

pescadores cascaisO PCP, através da Comissão Concelhia de Cascais, saúda a justa luta que os pescadores de Cascais têm desenvolvido em torno da manutenção da sua actividade e em defesa da produção nacional.

O PCP tem vindo a acompanhar a situação dos pescadores em Cascais e que em resultado das informações que detemos, entendeu questionar o Governo, com uma pergunta ao Ministério do Mar, com vista a obter um conjunto de esclarecimentos tomados como necessários face à situação da pesca e sua articulação com o POC-ACE.

(Ver pdf com pergunta ao Governo)

Neste âmbito vimos dar a conhecer a realização de uma visita, no dia 23 de Março às 14h00 à praia da Ribeira e às infraestruturas associadas à actividade piscatória existentes em Cascais para melhor conhecer a realidade vivida pelos pescadores de Cascais e as necessidades face ao exercício desta importante actividade. A delegação do PCP contará com a participação de João Dias, deputado do PCP na Assembleia da República,que acompanha a temática das pescas, e candidato da CDU às eleições ao Parlamento Europeu; com Clemente Alves, vereador do PCP na CM Cascais, António Lemos, eleito do PCP na AM Cascais e Esperança Martins, eleita do PCP na AF da União de Freguesias de Cascais e Estoril.

PCP contra o aumento da água em Cascais

aguaO PCP votou, hoje, na reunião da Câmara Municipal de Cascais, contra o aumento de 3,076% no custo de todos os factores: consumos de água; tarifas de disponibilidade; corte e ligação de contador; tarifas de saneamento, etc. O PCP referiu,entre outros o facto, de a empresa AdC ter vindo a registar nos sucessivos balanços taxas de rentabilidade e de lucros muito para além dos valores que estão previstos no Contrato de Concessão outorgado com a Câmara, os quais só são alcançados através de preços manifestamente acima da média dos praticados na generalidade dos municípios do país. O PCP considera, também, existirem fortes motivos para se exigir a reversão do Contrato de Concessão do fornecimento de água à população, voltando o serviço à posse plena do Município, com óbvias vantagens em termos de qualidade e de custo para os munícipes.

Continuar...

CT da Parede «reabre» depois de obras requalificação, com plenário e magusto

20181111 ct parede 2

O PCP «reabriu» o seu Centro de Trabalho na Parede, no dia 11 de Novembro, depois de algumas semanas de trabalhos de obras de reaqualificação e melhorias no Centro.  Na «reabertura»  realizou-se um plenário, onde se discutiu a situação política, com a participação de Paulo Loya, do Comité Central do PCP  e um magusto, com camaradas e amigos.
A obras de requalificação, conservação e limpeza, melhoraram em muito as condições de trabalho e de convivio, no espaço do CT e foram realizadas por camaradas e amigos do Partido.
Ver album de fotos

Continuar...