CDU Presta Contas - Assembleia de Freguesia de 22 de Junho

 

PrestaCantas

Realizou-se no passado dia 22 de junho 2016 mais uma Assembleia ordinária da Freguesia da Mina de Água.
Para alem da ordem de trabalhos que apenas integrava 2 pontos, votação da ata da assembleia anterior e apreciação do relatório do Presidente, foram aprovadas duas moções apresentadas pela CDU:

No que diz respeito à ordem do dia, a ata da assembleia de Abril, mereceu reparos por parte da bancada da CDU por ser omissa quanto ao conteúdo de duas propostas apresentadas na Assembleia a que a mesma se reportava. Foi aprovada com o compromisso da necessária correcção por parte do Presidente da Assembleia de Freguesia.
A bancada da CDU questionou ainda a ordem de trabalhos, tendo em conta que não foi submetido à apreciação qualquer assunto, considerando esta situação uma falta de respeito para com a Assembleia.
Foram levantadas pelas várias bancadas, entre outras, questões relacionadas com a falta de higiene urbana e deficiente manutenção de espaços verdes e jardins, na freguesia.
A CDU tomou ainda posição referente os movimentos surgidos no seio da população no sentido da relevação da Freguesia de São Brás, afirmando a sua disponibilidade para o apoio a esta causa. Reconhece ainda que o atual executivo tem tido tratamento diferenciado para com esta parte do território.

3 de Julho: Festa Popular da Damaia

cartazete A4 festa damaia 2 cores preto e vermelho

42º aniversário do 25 de Abril na Assembleia Municipal da Amadora

ISolene

 

Na intervenção proferida na Sessão Solene da Assembleia Municipal da Amadora, comemorativa do 42º aniversário do 25 de Abril, por Miguel Vidigal, Deputado Municipal pela CDU, foram destacadas as conquistas da revolução e em particular o Poder Local Democrático que criou condições para criação do Município da Amadora, 1º Município de Abril.

Lembrou  a importância da defesa da Constituição da República Portuguesa, que comemora  este ano o seu 40º aniversário e, referiu ainda a nova correlação de forças constituídas nas Assembleia da República,tornando possível a aprovação medidas e disposições que dão resposta a problemas mais imediatos do povo português.

 

CDU Presta Contas - Assembleia de Freguesia de 20 de Abril

 

PrestaCantas

No dia 20 de abril de 2016, realizou-se mais uma Assembleia de Freguesia da Mina de Água, destacando-se os seguintes aspectos:
Antes da ordem do dia a CDU questionou o executivo sobre o desenvolvimento do Orçamento Participativo em 2016, considerando que este é um importante instrumento de mobilização da comunidade na resolução de problemas da freguesia. Constatámos que o executivo decidiu não por em marcha este projecto, pelo menos em 2016, o que lamentamos.
Questionado o executivo por parte das bancadas da CDU, sobre o desenvolvimento do Programa de Apoio às Associações, constatou-se que após a nova remodelação do regulamento o programa teve uma boa adesão por parte das associações.
Faram ainda apresentadas duas moções de saudação ao 25 de Abril, uma da autoria do PS e outra da CDU, ambas aprovadas por unanimidade.
A CDU apresentou também uma moção sobre o 1º de Maio e a Precariedade laboral, a qual foi aprovada com os votos a favor da CDU e BE, os votos contra do PSD e CDS e a abstenção do PS. Desta última moção destacamos que a Assembleia de Freguesia aprovou uma moção contra o trabalho precário quando se sabe que a Junta tem cerca de 15% da força do trabalho com recurso a Contratos de Emprego e Inserção.
Da ordem de trabalhos, resultou a aprovação de duas atas anteriores. A bancada da CDU fez uma referência ao facto de não ter estado presente na última Assembleia de Freguesia extraordinária, salientando que a mesma tinha sido marcada para três dias antes das Eleições Presidenciais. A CDU apresentou um protesto por não ter sido possível encontrar naquela data uma solução de compromisso para o agendamento desta Assembleia.
Foram ainda aprovados os documentos referentes à conta de gerência de 2015 e a 1ª alteração orçamental, com o voto contra da CDU, por se tratar de documentos de opção política com a qual não nos comprometemos.

Moção sobre o 25 de abril
Moção sobre o 1º de maio e a precariedade laboral

Edgar Silva: O voto de cada homem e de cada mulher contam

20160121 jantar comicio amadora 06No próximo domingo, sublinhou Edgar Silva, o «voto de cada homem e de cada mulher conta muito» para construir o resultado da sua candidatura. Mas conta e contará muito para além desse dia, ao dar mais força às muitas lutas que há para travar para retomar os valores de Abril. No imediato, é este o objectivo principal: ganhar tantos votos quanto for possível para a candidatura de Abril.

Ver mais em

Edgar Silva na Cova da Moura: Combater a pobreza e as suas causas

20160112 contacto populacao cova moura 16Depois de, na véspera, ter estado «em casa», na grande arruada em que participou pelas ruas do Funchal, Edgar Silva voltou hoje a estar no seu meio natural na visita que realizou ao bairro da Cova da Moura, no concelho da Amadora.Os temas da pobreza e da exclusão social e as responsabilidades do Estado no combate a estes fenómenos estiveram no centro das atenções do candidato. Com ele estiveram, ao longo de toda a visita, representantes de várias associações sociais com intervenção no bairro, como a Associação Cultural Moinho da Juventude (fundada em 1984 e galardoada em 2007 com o Prémio de Direitos Humanos da Assembleia da República), e outras organizações que agem nas áreas do combate à pobreza e à exclusão e da luta contra o racismo.

Ver mais em

Gestão PS rejeita intervenções políticas no 2º Aniversário da Freguesia da Mina de Água


A não existência de intervenções políticas das forças representadas na Assembleia de Freguesia numa Sessão Solene de Aniversário, constitui uma forma de asfixia do Poder Local Democrático, ao não dar expressão à sua representatividade nesse Órgão, contribuindo inequivocamente para o esvaziamento da dimensão política do evento. Perante esta situação, os eleitos da CDU na Assembleia de Freguesia de Mina de Água decidiram não participar nesta Sessão Solene como forma de protesto e exigem da Junta de Freguesia/PS que seja resposta a pluralidade das intervenções, garantindo espaço às forças políticas para expressarem as suas opiniões sobre a situação da freguesia, do concelho e do país.

 

Ler documento em PDF