Acção de solidariedade e denuncia da CDU com a grave situação na Estrada Militar na Damaia

Acção de solidariedade e denuncia da CDU com a grave situação na Estrada Militar na Damaia

A Câmara Municipal da Amadora do PS faz política de “terra queimada” nos bairros degradados.

Desde que foi iniciado o programa de realojamento que os moradores assistem a demolições e a uma contínua degradação do espaço. Hoje, os que ainda lá estão sobrevivem num verdadeiro inferno.

Recentemente os residentes viram o edifício da Loja Social ser demolido, um equipamento que mantinha uma actividade de apoio à população, nomeadamente a crianças e jovens.

A organização de freguesia e a Comissão Concelhia da Amadora do PCP apela à população e à opinião pública para lutar e reclamar junto da Câmara Municipal da Amadora medidas urgentes para resolver estes graves problemas de salubridade e saúde pública e reiniciar com urgência o processo de realojamento e integração desta população na nossa comunidade.

O PCP irá intervir com os seus eleitos nos órgãos autárquicos e na Assembleia da República, para que esta situação se resolva com a dignidade que a população merece.

Voto de Pesar pelo falecimento de Maria Helena Chaínho Pereira

Maria Helena Chaínho Pereira nasceu em 5 de maio de 1949 no Monte da Várzea, na Freguesia de Santa Margarida da Serra, concelho de Grândola e faleceu na Amadora no dia 1 de novembro de 2018.

Filha de operários agrícolas, Helena Chaínho era a mais nova de nove filhos. A sua infância e grande parte da juventude foi vivida na terra natal, tendo vindo para a zona de Lisboa, à procura de emprego e melhores condições de vida, tendo exercido a profissão de empregada de escritório.

Aderiu ao Partido Comunista Português em Outubro de 1974.

Desenvolveu atividade política também no plano local: Era membro da Comissão Concelhia da Amadora, tendo integrado o seu executivo até 2003. Era membro da Comissão de Freguesia da Reboleira e foi eleita nas Assembleias de Freguesia da Reboleira e das Águas Livres. Atualmente era Presidente da Assembleia Geral da Associação de Reformados Pensionistas e Idosos da Reboleira.

Os eleitos CDU à Assembleia de Freguesia de Águas Livres apresentaram o seguinte voto de pesar na sessão ordinária de 19 de dezembro de 2018, aprovado por maioria.

Remoção de antenas de televisão sem uso

Observa-se hoje, com a proliferação de meios alternativos de recepção de sinal televisivo, milhares de antigas antenas degradadas e sem uso, constituído não só um foco de poluição visual mas também um risco de segurança de pessoas e bens em caso de queda dessas estruturas.

Nesse sentido, por proposta dos eleitos da CDU, a Assembleia de Freguesia de Águas Livres recomendou ao executivo da Junta de Freguesia que promova uma campanha de sensibilização e informação junto da população sobre a necessidade dos condomínios retirarem, por razões de segurança e estética, as antenas sem uso instaladas nos telhados dos edifícios.

Presta Contas - 1.ª Assembleia de Freguesia Extraordonária

 AFE1

Realizou-se no dia 29 de novembro a primeira Assembleia de Freguesia da Mina de Água, do mandato autárquico 2017/2021.

As intervenções da CDU marcaram a diferença, pela sua pertinência, em nome da dignificação do papel dos eleitos e pela defesa do Poder Local Democrático.

 

Foi apresentada uma Saudação à Revolução de Outubro  como um importante marco do Século XX e um Protesto face aos problemas ocorridos nas últimas eleições autárquicas, sobre as condições do exercício da função dos membros das Assembleias de Voto, concretamente dos seus presidentes de mesa.

 

A CDU colocou ainda um conjunto de questões ao executivo, designadamente:

  • * Os órgãos da freguesia podem estar mal instituídos por não ter sido votada a acta da tomada de posse;

  • * Junto ao Complexo Desportivo Municipal do Monte da Galega, num espaço que está assinalado no Plano Diretor Municipal para a construção de uma Piscina, onde agora após as eleições, estão decorrer obras de construção de um parque de estacionamento;

  • * Sobre o eventual apoio da Junta às populações vítimas de incêndios deste ano e se há alguma orientação para a poupança de água, face ao alerta emitido pelas autoridades.

Damos nota que não obtivemos quaisquer respostas concludentes sobre as questões elencadas.

Apresentámos ainda um protesto verbal pelo facto de o PS não ter permitido o uso da palavra das outras forças políticas eleitas, na Assembleia de tomada posse, como aliás tem sido prática habitual em anteriores mandatos e de tal decisão ter sido tomada sem a consulta do órgão autárquico acabado de eleger, o que configura uma violação grave ao regimento.

Assinalámos o facto de ter sido esquecido o 4º Aniversário da Freguesia da Mina de Água.

Relativamente à ordem de trabalhos a CDU realizou várias perguntas sobre a 2ª Revisão Orçamental e sobre a Assunção de Compromissos Plurianuais, tendo votado contra no primeiro ponto e abstido no segundo. Destacamos que ambos os documentos foram aprovados apenas com os votos do Partido Socialista.

Bancada CDU: Sónia Baptista e Eduardo Dores.

Intervir - boletim da célula dos trabalhadores comunistas

Intervir out17

Já se encontra em distribuição o Boletim Intervir da Célula dos Trabalhadores Comunistas da CM Amadora, de Outubro e Novembro, onde é feito um forte apelo à participação na Greve Nacional agendada para o dia 27 de Outubro, por aumentos salariais, pelo descongelamento da progressão nas carreiras, pela melhoria das condições de trabalho, estabilidade no emprego e combate à precariedade.

É dada também informação sobre o ACEEP em negociação entre o sindicato (STAL) e a Câmara Municipal, denunciando a demora da segunda em responder às reivindicações, e que permitirá repor alguns dos direitos roubados aos trabalhadores pelo anterior Governo.

Faz ainda uma breve reflexão sobre as eleições autárquicas e do OE 2018 e na posição que o PCP assume de que, embora tenham havido avanços, é necessário e possível ir mais longe na defesa, reposição e conquista de direitos e rendimentos.

O PCP sempre do lado da luta dos trabalhadores!

 

Intervir - boletim da célula dos trabalhadores comunistas

intervir abril 17

Já se encontra em distribuição o Boletim Intervir da célula dos trabalhadores comunistas da CMA, de Março e Abril

Alerta os trabalhadores que apesar das intenções de reposição de direitos anteriormente conquistados, roubados pelo Governo PSD/CDS, URGE CONTINUAR A LUTA, pela reposição das carreiras e descongelamento das progressões, aumentos salariais, a melhoria das condições de trabalho e a consequente dignificação dos serviços.

Faz também referência à luta dos trabalhadores da Prestibel em torno das ilegalidades cometidas pela empresa com a conivência da CMA

É dado destaque ao almoço mensal promovido pela célula, no passado dia 6 de Março, em comemoração do 96º aniversário do Partido e informações de agenda para este mês.

O PCP sempre do lado da luta dos trabalhadores!