Presta Contas - 1.ª Assembleia de Freguesia Extraordonária

 AFE1

Realizou-se no dia 29 de novembro a primeira Assembleia de Freguesia da Mina de Água, do mandato autárquico 2017/2021.

As intervenções da CDU marcaram a diferença, pela sua pertinência, em nome da dignificação do papel dos eleitos e pela defesa do Poder Local Democrático.

 

Foi apresentada uma Saudação à Revolução de Outubro  como um importante marco do Século XX e um Protesto face aos problemas ocorridos nas últimas eleições autárquicas, sobre as condições do exercício da função dos membros das Assembleias de Voto, concretamente dos seus presidentes de mesa.

 

A CDU colocou ainda um conjunto de questões ao executivo, designadamente:

  • * Os órgãos da freguesia podem estar mal instituídos por não ter sido votada a acta da tomada de posse;

  • * Junto ao Complexo Desportivo Municipal do Monte da Galega, num espaço que está assinalado no Plano Diretor Municipal para a construção de uma Piscina, onde agora após as eleições, estão decorrer obras de construção de um parque de estacionamento;

  • * Sobre o eventual apoio da Junta às populações vítimas de incêndios deste ano e se há alguma orientação para a poupança de água, face ao alerta emitido pelas autoridades.

Damos nota que não obtivemos quaisquer respostas concludentes sobre as questões elencadas.

Apresentámos ainda um protesto verbal pelo facto de o PS não ter permitido o uso da palavra das outras forças políticas eleitas, na Assembleia de tomada posse, como aliás tem sido prática habitual em anteriores mandatos e de tal decisão ter sido tomada sem a consulta do órgão autárquico acabado de eleger, o que configura uma violação grave ao regimento.

Assinalámos o facto de ter sido esquecido o 4º Aniversário da Freguesia da Mina de Água.

Relativamente à ordem de trabalhos a CDU realizou várias perguntas sobre a 2ª Revisão Orçamental e sobre a Assunção de Compromissos Plurianuais, tendo votado contra no primeiro ponto e abstido no segundo. Destacamos que ambos os documentos foram aprovados apenas com os votos do Partido Socialista.

Bancada CDU: Sónia Baptista e Eduardo Dores.

Intervir - boletim da célula dos trabalhadores comunistas

Intervir out17

Já se encontra em distribuição o Boletim Intervir da Célula dos Trabalhadores Comunistas da CM Amadora, de Outubro e Novembro, onde é feito um forte apelo à participação na Greve Nacional agendada para o dia 27 de Outubro, por aumentos salariais, pelo descongelamento da progressão nas carreiras, pela melhoria das condições de trabalho, estabilidade no emprego e combate à precariedade.

É dada também informação sobre o ACEEP em negociação entre o sindicato (STAL) e a Câmara Municipal, denunciando a demora da segunda em responder às reivindicações, e que permitirá repor alguns dos direitos roubados aos trabalhadores pelo anterior Governo.

Faz ainda uma breve reflexão sobre as eleições autárquicas e do OE 2018 e na posição que o PCP assume de que, embora tenham havido avanços, é necessário e possível ir mais longe na defesa, reposição e conquista de direitos e rendimentos.

O PCP sempre do lado da luta dos trabalhadores!

 

Intervir - boletim da célula dos trabalhadores comunistas

intervir abril 17

Já se encontra em distribuição o Boletim Intervir da célula dos trabalhadores comunistas da CMA, de Março e Abril

Alerta os trabalhadores que apesar das intenções de reposição de direitos anteriormente conquistados, roubados pelo Governo PSD/CDS, URGE CONTINUAR A LUTA, pela reposição das carreiras e descongelamento das progressões, aumentos salariais, a melhoria das condições de trabalho e a consequente dignificação dos serviços.

Faz também referência à luta dos trabalhadores da Prestibel em torno das ilegalidades cometidas pela empresa com a conivência da CMA

É dado destaque ao almoço mensal promovido pela célula, no passado dia 6 de Março, em comemoração do 96º aniversário do Partido e informações de agenda para este mês.

O PCP sempre do lado da luta dos trabalhadores!

 

Comunicado em distribuição nas estações de metro da Amadora

2017 doc metro marco

Face à decisão da administração do Metro de Lisboa de reduzir para metade o número de circulações nas três estações da rede que se situam no concelho da Amadora, o Partido Comunista Português exige a revogação imediata desta decisão e apela a todos os utentes que se manifestem contra mais um atentado ao seu direito à mobilidade.

 

Esta manhã realizaram-se ações de contacto com os utentes nas estações da Reboleira, Amadora-Este e Alfornelos.

Intervir - boletim da célula dos trabalhadores comunistas

intervir Janeiro 17Já está em distribuição o novo número do Intervir - boletim da célula dos trabalhadores comunistas na CMA.

 

Neste número os trabalhadores podem encontrar as propostas do PCP, no âmbito do Orçamento de Estado 2017, sobre a reposição da Contratação Colectiva, o pagamento do Subsídio de Natal, o Subsídio de Refeição e ainda sobre as nossas propostas para combate à precaridade na Administração Pública.

Encontrarão ainda informação sobre a agenda das acções da nossa organização para o próximo mês.

Com as propostas do PCP por uma política patriótica e de esquerda, o país tem saída e tem futuro!!!!

 

PCP: Pergunta ao Governo sobre a transferência ilegal de local de trabalho a vigilantes da Prestibel na Biblioteca Fernando Piteira Santos na Amadora, devido ao exercício do direito à greve.

Biblioteca-da-Amadora- abPelo presente, em nome do Grupo Parlamentar do PCP, venho divulgar a pergunta feita ao Governo sobre a transferência ilegal de local de trabalho a vigilantes da Prestibel na Biblioteca Fernando Piteira Santos na Amadora, devido ao exercício do direito à greve.

Continuar...