PCP expõe a exploração nas Lojas Francas de Portugal e apela à luta!

lfp.jpgEm 2009 as Lojas Francas de Portugal recusaram qualquer aumento aos seus trabalhadores, "por causa da crise". Em carta aos trabalhadores em Janeiro de 2010 o patronato reconheceu os brutais lucros tidos em 2009 (9 milhões de Euros para um universo de 332 trabalhadores), e informa ter decidido "dar" 1,5 % de aumento em 2010. O PCP expõe toda a hipocrisia desta postura num comunicado aos trabalhadores das LFP, onde apela à luta por aumentos salariais dignos.

 

Ler Comunicado em PDF