Urbanização da Unidade de Execução da Colina dos Cedros

2017.09.06 DVoto Urbanizacao Colina CedrosEm Julho de 2016, quando da discussão e aprovação da UOPG 12 – Área Empresarial de Famões, os eleitos da CDU chamaram a atenção e alertaram para um conjunto de questões, nomeadamente quanto à Unidade de Execução da Colina dos Cedros no que se refere ao aumento dos índices urbanísticos.

Naquele momento referimos “...são conhecidas as nossas preocupações, alertas e reservas quanto à natureza da ocupação prevista para a Colina dos Cedros ... São também motivo de particular preocupação as possibilidades de edifcação que se mantmm e – como alertmmos com a aprovação do PDM e respetivos índices urbanísticos – até poderão aumentar comparativamente com os admissíveis pelo PDM anterior.

Em relação à Colina dos Cedros, em concreto a capacidade de edifcação na mesma mrea, e que até foi protocolada com um particular em 2004, era de 4 edifícios com 7 pisos mais caves, num total de 84 fogos, estando fxado no PDM em vigor na altura um mmximo de 7 pisos e 55 fogos/ha. Atualmente, nos termos do novo PDM os parâmetros podem ir até 8 pisos e 60 fogos/ha. Acréscimo com que discordamos profundamente, num território jm tão densifcado e que contribuíram, recorde-se, para a nossa avaliação negativa e o nosso voto contra a aprovação deste PDM.”

 Ver documento em PDF

Fornecimento de Refeições Escolares Ano Letivo 2017/2018

2017.09.06 DVoto Protocolo DGEstE Refeicoes EscolaresO protocolo existente, deliberado anualmente, entre a DGEstE e a CMO para fornecimento de refeições no Agrupamento de Escolas Moinhos da Arroja, tem contado sempre com os votos favoráveis da CDU.

Este complexo Escolar, construído de raiz com JI, 1º, 2º e 3º ciclo,  reúne as condições necessárias para que as refeições sejam servidas sem atropelos às características e necessidades dos alunos.

Vem, agora, para deliberação uma alteração aos acordos de  colaboração com a DEGestE, para integrar os 156 alunos do 1º ciclo que vão ser transferidos para a Escola Básica 2,3 Carlos Paredes, na Póvoa de Santo Adrião.

Ver documento em PDF

Revisão do Acordo Coletivo de Empregador Público

2017.08.23 DVoto Revisao ACEPA Lei 68/2013 de 29 de Agosto constituiu uma das mais violentas medidas tomadas pelo PSD/CDS, em cumplicidade com a Troika, contra os trabalhadores em funções públicas.

Com esta Lei foi imposto o aumento do horário de trabalho, o que representou uma grande desvalorização salarial.

A esta desvalorização salarial juntou-se a supressão de 3 dias de férias e 4 feriados, obrigando os trabalhadores da administração pública a trabalhar, gratuitamente, mais 41 dias de trabalho por ano.

Desde a primeira hora que a aplicação desta violenta Lei contou com a oposição do PCP na Assembleia da República e da CDU que nos diversos órgãos autárquicos do Concelho de Odivelas nunca baixou os braços em defesa dos trabalhadores.

Ver documento em PDF

 

Auditório Municipal

PSA Auditorio MunicipalDefender a recuperação do Auditório Municipal

O antigo cinema São José, na Póvoa de Santo Adrião, foi comprado e reabilitado pela gestão da CDU da Câmara Municipal de Loures, em 1993, para servir a população como um espaço cultural

Durante anos, o Auditório serviu muito e bem a população, eram tantos os eventos promovidos que chegou a ter uma funcionária a tempo inteiro para apoio ao seu funcionamento. Ali decorreram muitas iniciativas, promovidas pela Junta de Freguesia e pela Câmara Municipal de Loures (ambas, ao tempo, de maioria CDU) e por várias outras entidades, como coletividades e escolas da freguesia.

Ver documento em PDF