1870, Engels, Nota Prévia a «A Guerra dos Camponeses Alemães»

O trabalho de F. Engels A Guerra dos Camponeses Alemães foi escrito em Londres no Verão de 1850. Como principal fonte para a exposição do material factual Engels utilizou um livro do historiador alemão Zimmermann.
 
No prefácio à segunda edição do trabalho, Engels analisa as modificações que se verificaram na vida política e económica da Alemanha a partir de 1848 e o papel das diferentes classes e partidos neste período. A tese teórica do marxismo da necessidade da aliança do proletariado com o campesinato é aqui concretizada e desenvolvida. Engels mostra a necessidade de uma abordagem diferenciada do campesinato e analisa quais as camadas do campesinato, e por que causas, poderão tornar-se aliadas do proletariado na sua luta revolucionária.
 
Quando preparava a publicação da terceira edição de A Guerra dos Camponeses Alemães Engels acrescentou ao prefácio de 1870 importantíssimas observações sobre a importância da teoria no movimento operário e socialista. O aditamento ao prefácio contém indicações sobre o carácter, as tarefas e as formas de luta da classe operária e do seu partido. Engels define três direcções, indissoluvelmente ligadas entre si, nas quais deve ser travada a luta da classe operária: nos domínios teórico, político e económico-prático.
 
Ler Texto de Engels em PDF