1912, Greve económica e Greve política

«Numa greve política, a classe operária actua como classe de vanguarda de todo o povo. O proletariado desempenha em tais circunstâncias não apenas o papel de uma das classes da sociedade burguesa mas o papel de força hegemónica, isto é, de dirigente, de guia, de chefe. As ideias políticas que se revelam no movimento têm um carácter nacional, isto é, afectam as condições fundamentais, as condições mais profundas da vida política de todo o país. Este carácter da greve política - como observam todos os investigadores científicos da época de 1905-1907 - interessava no movimento todas as classes e em particular, naturalmente, as camadas mais amplas, numerosas e democráticas da população, o campesinato, etc.»

«Por outro lado, sem reivindicações económicas, sem a melhoria directa e imediata da sua situação, a massa dos trabalhadores nunca concordará em conceber um «progresso» geral do país. A massa entra no movimento, participa energicamente nele, dá-lhe grande valor e desenvolve o heroísmo, a abnegação, a perseverança e a entrega a uma grande causa apenas se a situação económica do trabalhador melhora. Não pode ser de outro modo, pois as condições de vida dos operários em tempo «normal» são incrivelmente duras. Procurando uma melhoria das condições de vida, a classe operária eleva-se também ao mesmo tempo moral, intelectual e politicamente, torna-se mais capaz de realizar os seus grandes objectivos libertadores.»

Importar texto de Lénine «Greve económica e Greve política» em PDFGreve económica e Greve política» em PDF